03
jul

* * * QUENTINHAS… * * *

Postado às 19:18 Hs

* * * Há pelo menos um mês, corre em Brasília o burburinho de que Rogério Marinho (PSDB), atual secretário especial da Previdência, pode assumir a articulação política do governo de Jair Bolsonaro.  Um deputado do PSL contou a O Antagonista que, em reunião recente no Planalto, Jair Bolsonaro disse que o ex-deputado e relator da reforma trabalhista “merece algum ministério”.* * *

* * * A bancada federal do Rio Grande do Norte se reuniu nesta terça-feira, 02, para definição das metas e prioridades a serem apontadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2020. Os deputados federais e senadores escolheram a finalização das obras da Barragem de Oiticica, a conclusão da Reta Tabajara e o Projeto Seridó como emendas de bancada. * * *

* * * A ausência da governadora Fátima Bezerra (PT) nas discussões sobre a Reforma da Previdência, rende críticas na imprensa nacional. A jornalista Cristiana Lôbo disse que o RN é o Estado em pior situação fiscal do país. – E a governadora não participa sequer das discussões sobre a Reforma da Previdência, disse a jornalista. Via Globo News * * *

07
jun

Preferido

Postado às 12:27 Hs

Rogério Marinho cada vez mais forte

Secretário de Previdência do Ministério da Economia e braço direito do Ministro Paulo Guedes, o ex-deputado Rogério Marinho (PSDB) está cada vez mais forte.

Segundo a Veja, após a provação da Reforma da Previdência, Marinho deverá assumir um Ministério. Essa é vontade do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Via Heitor Gregório

19
abr

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 9:47 Hs

  • O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello divulgou ontem (18) uma manifestação na qual afirma que qualquer tipo de censura é incompatível com as liberdades fundamentais garantidas pela Constituição. Mello é o membro mais antigo da Corte e tomou posse em 1989.
  • Segundo o secretário da Previdência junto ao Ministério da Economia, Rogério Marinho (PSDB), o governo ainda negocia pontos da Reforma da Previdência com a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal. Essa reforma não sai neste ano.
  • O Governo do Rio Grande do Norte estima que deverá perdoar R$ 29 milhões em IPVA de motocicletas que estão inadimplentes no estado. A remissão das dívidas só deverá ser dada aos proprietários que pagarem o IPVA de 2019 e estiverem em dia com o licenciamento e o seguro DPVAT. Um projeto sobre o tema foi enviado à Assembleia Legislativa. De acordo com o governo, cerca de 50% da frota de 530 mil motocicletas com até 150 cilindradas, que serão as atendidas pela proposta, estão irregulares. Com a medida, o secretário de Tributação do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo Xavier, estima que o estado deverá receber R$ 14 milhões relativos ao imposto em 2019. Ele considera que a medida vai aumentar a regularização e o pagamento do IPVA deste ano em diante.

  • Jair Bolsonaro tem “simpatia inicial” pela privatização da Petrobras. A sugestão de privatizar a estatal já foi dada por Paulo Guedes e o presidente confirmou a Natuza Nery, da GloboNews, o tom do recebimento da ideia. Ainda não há decisão sobre o assunto.
  • O relatório de ações desenvolvidas pela Fundação José Augusto nos primeiros cem dias de governo foi entregue à governadora Fátima Bezerra pelo diretor Geral da FJA, Crispiniano Neto. A renúncia fiscal promovida pela Lei Câmara Cascudo e a efetivação do Fundo Estadual de Cultura foram destaques durante a reunião. Fátima afirmou que o incentivo à cultura é compromisso da sua gestão.
  • A Receita Federal atualizou nesta quinta-feira (18) a quantidade de declarações do Imposto de Renda 2019 já recebidas no Rio Grande do Norte. Dos 320.250 contribuintes que devem fazer a declaração no estado, 169.142 já cumpriram com a obrigação. O número equivale a pouco mais de 52% do total. O prazo termina no dia 30 deste mês.  Para acertar as contas com o leão, o contribuinte deve baixar o programa gerador do IR. Também pode declarar por meio de “tablets” ou “smartphones”. Nesse caso, deve buscar os aplicativos nas lojas virtuais. A entrega pode ser feita, ainda, na página do próprio Fisco, no formato “online” – com certificado digital.

Via Portal Poder 360

O secretário especial de Previdência e Trabalho, deputado federal Rogério Marinho (PSDB), afirmou nesta 4ª feira (9.jan.2019) que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deve assinar até a próxima 2ª (14.jan) a medida provisória para combater fraudes no Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS).

O secretário estima que o percentual de fraude seja de 16% a 30% do total. Rogério Marinho não deu detalhes sobre o texto, mas falou que a proposta foi apresentada ao presidente, já passou por alterações e continuará a ser revisada.

O secretário não quis estimar qual poderá ser a economia pela medida, mas que deverá ficar na casa dos “bilhões”. Nesta 3ª, o ministro Paulo Guedes havia dito que a MP deve causar 1 ganho de R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões por ano.

“A ideia é termos uma economia bastante razoável, mas o número ainda está sendo estudado”, disse Marinho. “Pode ser que sim [fique na casa dos bilhões]. Estamos finalizando os números. Há algumas simulações que precisam ser feitas”, completou.

13
dez

@ @ É NOTÍCIA … @ @

Postado às 19:31 Hs

  • A Polícia Federal cumpre, no bairro do Maracanã, no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira (13/12) um mandado de busca e apreensão expedido pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. O alvo é suspeito de fazer postagens que incitaram a subversão da ordem política fomentando a morte do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O investigado, um homem de 23 anos, teria, ainda, proferido xingamento ao então candidato a vice-presidente da República, General Hamilton Mourão. A diligência tem como objetivo identificar outras pessoas que eventualmente estejam envolvidas na prática, bem como materializar outras condutas criminosas do investigado. A pena do crime citado prevista na  é de reclusão, de um a quatro anos.
  • A procuradora-geral da República, Raquel Dodge denunciou ao Supremo Tribunal Federal (STF) o senador José Agripino (DEM-RN) pelos crimes de associação criminosa e peculato. Ele é acusado de manter por sete anos em seu gabinete um funcionário fantasma.Investigações revelaram que Victor Neves Wanderley repassava a remuneração recebida do Senado a Raimundo Alves Maia Júnior, que era quem prestava serviços ao senador. Raimundo era servidor da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte e por isso não poderia assumir função no Senado. A Procuradoria-Geral da República (PGR) estima que foram desviados da União quase R$ 600 mil. As investigações também revelaram que o funcionário fantasma era, na verdade, gerente de uma farmácia localizada em Natal e que ele nunca esteve em Brasília, onde fica o gabinete do senador.
  • A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou na terça-feira (11) que registrou 254,8 mil reclamações de usuários de serviços no mês de outubro. O número representa uma redução de 7,5% em relação ao mesmo mês de 2017, com menos 20,6 mil queixas. De acordo com a agência, as queixas mais frequentes dizem respeito ao serviço de cobrança, seguido de qualidade e promoções.
  • Eleita para governar o Rio Grande do Norte a partir de 01 de janeiro de 2019, a senadora petista Fátima Bezerra (PT) se despediu ontem (12) do Senado Federal.
  • A escolha do deputado federal Rogério Marinho (PSDB) para comandar a Secretaria de Previdência e do Emprego recebeu muitos elogios da bancada tucana na Câmara. Com a escolha do tucano, Bolsonaro contemplou o PSDB, o RN e o mercado.
  • No Rio Grande do Norte oito municípios foram avaliados na Escala Brasil Transparente (EBT) que avalia a transparência dos estados e municípios brasileiros, incluindo a capital. Dentre elas, a cidade de Assu foi a que obteve a melhor nota: 6,36. Em seguida vem Natal com 5,59; Mossoró, 5,32; Caicó, 5,23; Parnamirim, 5; Macaíba, 4,44; São Gonçalo do Amarante, 4,26; e Ceará-Mirim, 3,86., incluindo a capital.

Via Congresso em Foco

O governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) deverá tentar aprovar não uma, mas duas reformas da Previdência no ano que vem. A equipe econômica planeja ver uma medida paliativa em vigor no primeiro semestre, apenas para alterar o sistema que vigora hoje e, logo em seguida, no segundo semestre, apresentar a proposta integral da equipe de Paulo Guedes, futuro ministro da Economia.

Esta segunda reforma propõe um novo modelo com a criação de contas individuais de capitalização e é projetada pelo governo Bolsonaro para criar a “Previdência do Futuro”. O objetivo, segundo o novo governo, é fazer o sistema se sustentar por ao menos 30 anos.

“Esse modelo [a Previdência atual] claramente está sem a mínima condição de continuar. A bomba fiscal existe, o déficit é crescente, então nesses seis primeiros meses vai se trabalhar nisso”, afirmou ao Congresso em Foco o deputado federal Rogério Marinho (PSDB), indicado por Guedes na última terça-feira (11) para assumir a Secretaria da Previdência.

Ainda não se definiu como será a reforma provisória, do primeiro semestre. Bolsonaro tem dito que poderia se propor apenas a redução da idade mínima de aposentadorias, mas a questão não está fechada. “Estamos definindo uma estratégia”, diz Marinho. O futuro secretário espera que o plano esteja pronto no prazo de 10 a 15 dias, antes da posse do presidente eleito.

No Congresso

Para Marinho, enfrentar o problema fiscal é uma questão “inadiável” e tem de ser tratado como prioridade. “Se essa bomba não for desarmada, e essa bomba está no modelo atual de Previdência e Seguridade, nós não teremos condição de trazer qualquer outra pauta com tranquilidade”, defende o tucano.

A aprovação de uma proposta de emenda à Constituição (PEC) exige o apoio de, ao menos 308, deputados e 49 senadores em dois turnos de votação em cada casa legislativa. A reforma da Previdência foi tratada como prioridade pelo presidente Michel Temer desde o início de sua gestão, ainda temporária, em maio de 2016.

De lá para cá, o presidente teve de recuar nas mudanças, a fim de amenizar a resistência dos parlamentares, preocupados, sobretudo, com o desgaste eleitoral e a impopularidade das medidas. Mesmo assim, o emedebista não conseguiu apoio suficiente para levar a proposta ao plenário, onde está parada desde maio de 2017, quando passou por comissão especial.

30
nov

2020 eita é logo ali…

Postado às 21:54 Hs

* * * O deputado federal Rogério Marinho (PSDB), que não foi reeleito, já planeja seu futuro político. E a Prefeitura de Natal continua nos planos. Rogério já se articula, inclusive, para viabilizar uma provável candidatura a prefeito em 2020. Tem mais pretendentes…

* * * Sem poder ser candidato a prefeito de Natal em 2020, já que cumpriu dois mandatos e mais uma candidatura seria uma segunda reeleição, o que não é permitido pela legislação eleitoral, o ex-prefeito Carlos Eduardo Alves deverá figurar como padrinho no pleito da capital, daqui a dois anos. E o que se discute nos bastidores do grupo de Carlos Eduardo, é que ele poderá apoiar a possível candidatura do deputado federal eleito, General Girão, do PSL. Apoiando Girão, ‘transferindo’ para ele seu capital eleitoral, Carlos Eduardo Alves tentaria atrair o apoio do presidente Jair Bolsonaro para uma candidatura à prefeitura de Parnamirim. * * *

* * * O deputado estadual reeleito Kelps Lima (SD) mantém firme o projeto de voltar a disputar a Prefeitura de Natal daqui a dois anos. E o projeto do Solidariedade é marcar presença nas eleições das principais cidades do Rio Grande do Norte. 2020 é logo ali…* * *

Via Thaisa Galvão

Relator do projeto de modernização das leis trabalhistas na Câmara, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB) celebrou a aprovação da matéria no Senado, durante sessão realizada nesta terça-feira (11), por 50 votos a 26. O parlamentar enfatizou a importância da atualização da CLT para o país e disse que a medida contribuirá para que o Brasil volte aos trilhos do desenvolvimento econômico nos próximos anos. “Certamente o corporativismo está chorando, o sindicalismo pelego está chorando. Mas vai ser muito bom para o Brasil e para as gerações futuras. Viva o Brasil!”, disse o deputado federal durante discurso no plenário da Câmara, recebendo aplausos dos demais parlamentares presentes.
06
mar

Ação parlamentar

Postado às 15:47 Hs

Pedro Avelino, Ipanguaçu e Nísia dividem mais de meio milhão de reais para investir em saúde.

Os municípios de Pedro Avelino, Ipanguaçu e de Nísia Floresta receberam mais de meio milhão de reais para investir na saúde pública. Os recursos foram viabilizados a partir de emendas apresentadas pelo deputado federal Rogério Marinho (PSDB). O dinheiro já foi repassado para as Prefeituras entre o final de 2016 e o início deste ano.Do montante, Pedro Avelino ficou com R$ 250 mil, Ipanguaçu com R$ 200 mil e Nísia Floresta com R$ 150 mil. Os investimentos poderão ser feitos na compra de material médico-hospitalar ou na melhoria da infraestrutura das unidades de saúde dos municípios potiguares.

Segundo Rogério Marinho, “a melhoria do sistema de saúde pública é uma das principais necessidades da população. Esta tem sido uma prioridade para o nosso mandato, sempre em parceria com as Prefeituras, para que os recursos possam ser utilizados efetivamente a favor da sociedade”.Do final de 2016 até agora, apenas pela atuação do deputado Rogério Marinho em Brasília, o Rio Grande do Norte já recebeu R$ 4 milhões para o Metrópole Digital, R$ 1,17 milhão para a construção de um Centro Têxtil em Caicó, R$ 1,5 milhão para a saúde pública de Parnamirim, R$ 500 mil para o Hospital da Polícia Militar e R$ 700 mil para a UERN. A Prefeitura de Ceará-Mirim também foi beneficiada com quase R$ 1 milhão. Já São José de Mipibu, Lagoa de Pedras e Touros dividiram mais de R$ 1,5 milhão para investir em saúde pública. Já a Maternidade Januário Cicco recebeu R$ 700 mil, também pela atuação de Rogério.

05
mar

Informes

Postado às 16:43 Hs

Rogério Marinho viabiliza R$ 700 mil para Maternidade Januário Cicco.

A Maternidade Escola Januário Cicco, uma das principais unidades de saúde do Rio Grande do Norte, recebeu R$ 700 mil a partir de emenda destinada pelo deputado federal Rogério Marinho (PSDB). Os recursos já foram liberados pelo governo federal e se encontram à disposição da instituição potiguar. “Cada recurso conquistado para o nosso Estado é sempre muito importante, ainda mais quando é destinado a uma instituição séria e com tantos serviços prestados ao nosso povo. Vamos continuar essa parceria, sempre pensando em ajudar a Januário Cicco a prestar serviços de excelência como já acontece”, disse o deputado Rogério Marinho.

A emenda liberada no valor de R$ 700 mil permitirá a Januário Cicco investir em novos equipamentos e melhorar a infraestrutura da Maternidade, a mais importante do Estado no setor público. Do final de 2016 até agora, apenas pela atuação do deputado Rogério Marinho em Brasília, o Rio Grande do Norte já recebeu R$ 4 milhões para o Metrópole Digital, R$ 1,17 milhão para a construção de um Centro Têxtil em Caicó, R$ 1,5 milhão para a saúde pública de Parnamirim, R$ 500 mil para o Hospital da Polícia Militar e R$ 700 mil para a UERN.

A Prefeitura de Ceará-Mirim também foi beneficiada com quase R$ 1 milhão. Já São José de Mipibu, Lagoa de Pedras e Touros dividiram mais de R$ 1,5 milhão para investir em saúde pública.

Fonte: Assessoria

17
fev

Informes

Postado às 15:02 Hs

Relator da modernização das leis do trabalho se reúne com instituições, MPT e ministro do Planejamento. A quarta-feira (15) do deputado federal Rogério Marinho (PSDB), relator da modernização das leis trabalhistas, foi dedicada a debater sugestões de propostas para o setor com várias instituições, o Ministério Público do Trabalho e o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira. “Já estamos recebendo, desde este início de trabalho, os mais diversos setores da sociedade. Todos que tiverem interesse serão ouvidos para que, no fim deste processo, possamos apresentar um relatório com a modernização das leis que o Brasil precisa”, disse Rogério. Já nas primeiras horas do dia, o parlamentar recebeu em seu gabinete diretores e representantes do Conselho Nacional dos Trabalhadores em Comércio. Depois se reuniu com a Associação Nacional de Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra). Já no fim da manhã se encontrou com integrantes do Fórum Sindical Trabalhista (FST).
16
fev

Modernização

Postado às 5:14 Hs

Relator da modernização das leis trabalhistas apresentará parecer em maio. Relator da proposta que visa modernizar a legislação trabalhista brasileira, o deputado Rogério Marinho (PSDB) anunciou que apresentará seu parecer até 4 de maio. Nesta terça-feira (14), o tucano detalhou o plano de trabalho da comissão especial. O cronograma apresentado pelo parlamentar do PSDB prevê a realização de 11 audiências públicas para ouvir o Ministério do Trabalho, representantes de entidades sindicais e associações de classe e do Ministério Público do Trabalho (MPT), entre outros. O deputado estima que o relatório seja votado na comissão até julho. De acordo com o Regimento Interno da Câmara, o relator tem dez sessões de Plenário para apresentar seu parecer. O primeiro debate será nesta quinta-feira (16), com a participação do ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, e do presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra Filho, que recebeu o próprio Rogério em seu gabinete para oficializar o convite, que foi aceito prontamente. No TST, também participaram da reunião o vice-presidente da instituição, o potiguar Emanuel Pereira, e o presidente da comissão especial, deputado Daniel Vilela (PMDB)
13
fev

Defesa

Postado às 21:30 Hs

Rogério Marinho defende projeto que revoga Estatuto do Desarmamento

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB) saiu em defesa do Projeto de Lei 3.722/12, de autoria do deputado Rogério Peninha Mendonça, que revoga o Estatuto do Desarmamento. A posição do parlamentar foi divulgada por meio de um artigo publicado neste final de semana, no Novo Jornal.

Segundo o texto, o tucano considera que o estatuto do desarmamento votado em 2003 “demonstrou ser um completo e irreversível fracasso. Desarmou o cidadão honesto e não conseguiu retirar armas de bandidos”. Ainda de acordo com o deputado, os que defendiam desarmar a população tinham a expectativa de que os crimes iriam diminuir. “Aconteceu exatamente o inverso”, completa.

Na opinião de Rogério Marinho, “não se pode aceitar a tola visão de que arma mata, pois quem mata são as pessoas; armas podem inclusive ajudar a salvar vidas quando estão em mãos corretas”. Leia o artigo completo abaixo

10
fev

Informes

Postado às 15:04 Hs

Quantidade de ações trabalhistas no Brasil é “um escândalo”, diz Rogério Marinho

A Câmara dos Deputados instalou na tarde desta quinta-feira (9) a comissão especial da reforma trabalhista. Na oportunidade, foi confirmado o deputado Rogério Marinho (PSDB) para a relatoria. A primeira reunião deliberativa está agendada para a próxima terça-feira (14), às 14h30, ocasião na qual será apresentado o plano de trabalho. Em seu discurso após já ter sido oficializado como relator do projeto, Rogério classificou de “escandalosa” a quantidade de ações trabalhistas e afirmou que os mais de 20 milhões de desempregados no país precisam ter voz e representatividade na Casa. “O fato é que o espírito do nosso tempo nos impõe a necessidade de modernizar a legislação, pensando inclusive nas próximas gerações”, disse o tucano.

Segundo Rogério, a comissão ouvirá todos os segmentos envolvidos ao longo das próximas semanas. “Mas não vamos nos furtar de tomar uma decisão ao final dos trabalhos, apontando para o caminho da modernização da legislação trabalhista sem perda de direitos”, adiantou. Décimo-terceiro salário, férias e FGTS não entrarão no escopo da reforma, reforçou o parlamentar. O deputado agradeceu pela confiança e disse que o compromisso maior deve ser com o Brasil e com os brasileiros. O tucano lembrou que as regras atuais têm como inspiração a Carta del Lavoro, um documento de 1927 redigido no Itália sob o regime fascista de Mussolini.

O objetivo central da proposta encaminhada pelo governo federal é exatamente aprimorar e modernizar as relações do trabalho. Ao longo da tramitação legislativa, o texto deve ser amplamente debatido e aperfeiçoado.

Assista ao discurso completo do deputado após ser confirmado como relator da reforma trabalhista aqui https://youtu.be/eoYPQypyC1s.

10
fev

Repercutindo

Postado às 6:34 Hs

Legislação trabalhista deve ser modernizada para se adequar à nova realidade, diz Rogério Marinho. Dando continuidade ao ciclo de debates sobre os desafios do Congresso Nacional em 2017, o PSDB, o ITV e a liderança da bancada tucana na Câmara realizaram nesta quarta-feira (8) a discussão sobre a proposta de reforma trabalhista. O deputado Rogério Marinho (PSDB), relator da proposta de reforma, e o professor de economia da USP e presidente co-fundador do Instituto Brasileiro de Relações de Emprego e Trabalho (Ibret), Hélio Zylberstajn, foram os palestrantes e defenderam as alterações na envelhecida legislação trabalhista, que tem mais de 70 anos. “O mundo mudou, mas a nossa legislação continua praticamente a mesma. Devemos ouvir segmentos organizados da nossa sociedade, mas também dar voz aquelas que estão desempregadas, mais de 12 milhões, e aquelas que estão desenganadas e não procuram mais trabalho – 15 milhões. Essas 27 milhões de pessoas que poderiam estar integradas à sociedade estão à margem dela. Elas devem ser peças essenciais na formatação de uma modernização da legislação trabalhista”, destacou o deputado.
06
fev

Repercutindo

Postado às 13:13 Hs

Imprensa nacional repercute indicação de Rogério Marinho como relator da reforma trabalhista.

O anúncio feito pelo presidente reeleito da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), nesta quinta-feira (02), confirmando a indicação do deputado federal Rogério Marinho (PSDB) como relator da reforma trabalhista ganhou repercussão na imprensa nacional. O Globo, Estadão, Folha de São Paulo, além de emissoras de TV e rádio de todo o país, noticiaram a escolha do potiguar. Segundo O Globo, o trabalho de Rogério Marinho poderá começar nos próximos dias, caso Rodrigo Maia confirme sua previsão para instalar a comissão especial que analisará a reforma trabalhista. Já em entrevista ao Estadão, o parlamentar disse que fará um “pente-fino” em cerca de 2 mil projetos que tramitam na Câmara com possibilidade de serem incluídos na reforma.

“Minha principal preocupação é ouvir todos os envolvidos. Trata-se de uma legislação com mais de 70 anos e mexe com a vida de todos os trabalhadores e de todas as empresas do País. Vamos chamar as centrais sindicais, os sindicatos patronais, os ministérios da área, especialistas no assunto e juristas”, disse Rogério ao Estadão. No Jornal da Band exibido na noite do último sábado (04), o deputado federal do PSDB disse que espera produzir uma proposta com o objetivo de reduzir o desemprego no país. O deputado potiguar agradeceu a confiança de Rodrigo Maia e disse que está preparado para colaborar com o desenvolvimento e a recuperação econômica do país. “Vamos nos empenhar ao máximo e trabalhar bastante com o objetivo de modernizar essa legislação atrasada que emperra a produtividade e a competitividade do nosso país”, disse Rogério Marinho.

Atual presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (CSE), Rogério Marinho tem na sua história política ações e projetos a favor do empreendedorismo e do desenvolvimento econômico no Rio Grande do Norte. O parlamentar é criador do Metrópole Digital, que colocou Natal no mapa da tecnologia da informação e tem capacitado centenas de jovens na produção de softwares, mercado de trabalho que mais cresce no mundo. Rogério também é o criador do Programa de Industrialização do Interior, o Pró-Sertão, que instalou quase 90 pequenas empresas voltadas para a produção têxtil, gerando cerca de 1,5 mil empregos diretos. Todos em municípios do interior potiguar.

A reportagem do Estadão pode ser acessada neste link http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,terceirizacao-pode-voltar-ao-projeto-de-minirreforma-trabalhista-diz-relator,70001653230.

03
fev

Relator

Postado às 6:35 Hs

Rogério Marinho será relator da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), anunciou nesta quinta-feira (02), minutos após ser reeleito para o cargo, o nome do deputado federal Rogério Marinho (PSDB) como relator da reforma trabalhista. Presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (CSE), considerada uma das maiores do Congresso Nacional, Rogério agradeceu a confiança do deputado Rodrigo Maia e disse que está pronto para colaborar com o desenvolvimento do Brasil.

“Vamos nos empenhar ao máximo e trabalhar bastante com o objetivo de modernizar essa legislação atrasada que emperra a produtividade e a competitividade do nosso país”, disse Rogério Marinho. Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a comissão especial que analisará a reforma trabalhista deverá ser formada na próxima semana e a expectativa do presidente da Casa é que o projeto seja analisado em plenário ainda neste primeiro semestre.

Além de comandar a Frente CSE, Rogério Marinho tem na sua história política ações e projetos a favor do empreendedorismo e do desenvolvimento econômico no Rio Grande do Norte. O parlamentar é criador do Metrópole Digital, que colocou Natal no mapa da tecnologia da informação e tem capacitado centenas de jovens na produção de softwares, mercado de trabalho que mais cresce no mundo.

Rogério também é o criador do Programa de Industrialização do Interior, o Pró-Sertão, que instalou quase 90 pequenas empresas voltadas para a produção têxtil, gerando cerca de 1,5 mil empregos diretos. Todos em municípios do interior potiguar.

30
jan

Metrópole Digital

Postado às 22:53 Hs

No Metrópole Digital, ministro diz que “Brasil pode competir com potências mundiais em tecnologia da informação” O Instituto Metrópole Digital (IMD) recebeu nesta segunda-feira (30) a visita do ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM). A convite do deputado federal Rogério Marinho (PSDB), o democrata veio ao Rio Grande do Norte conhecer as instalações do projeto e o planejamento para a instalação do Parque Tecnológico em Natal. Mendonça foi recepcionado pelo diretor do IMD, o ex-reitor da UFRN, Ivonildo Rêgo, que lhe apresentou algumas iniciativas realizadas pelo órgão, como o programa de incubadoras de empresas, Inova Metrópole, que contém atualmente cerca de 40 novos negócios prestes a entrar no mercado de trabalho. Segundo o ministro, o Metrópole Digital contempla uma “área de excelência. Quando se leva em consideração o momento atual da economia mundial, poucas atividades você pode equiparar em termos de nível de desenvolvimento, como é a de Tecnologia da Informação, porque o que se precisa são de cabeças bem preparadas. E essa é uma das poucas áreas que o Brasil pode competir em igualdade de condições com potências mundiais. É uma área de grande potencial”.
out 15
terça-feira
18 52
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
28 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5803133 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram