24
abr

@@@ O dia de hoje na História … @@@

Postado às 6:45 Hs

24 de abril:

Dia Nacional da Família na Escola.

Dia de São Fidelis.

Dia do Agente de Viagem

Dia internacional do Jovem Empreendedor

Dia do Chimarrão

Nesta data em:

1184 a.C. – Guerra de Troia: Segundo a tradição, os gregos entram em Troia utilizando o Cavalo de Troia.
1915 – Inicia-se o Genocídio Armênio por parte da Turquia, que vitima cerca de 1 500 000 pessoas.
1990 – O Telescópio Espacial Hubble, na imagem, é lançado para o espaço.

Nasceram neste dia…

1533 – Guilherme I, Príncipe de Orange (m. 1584).
1876 – Erich Raeder, militar alemão (m. 1960).
1930 – Maria da Conceição Tavares, economista e professora luso-brasileira.

Morreram neste dia…

1112 – Henrique de Borgonha, conde de Portucale (n. 1066).
1967 – Vladimir Komarov, cosmonauta soviético (n. 1927) .
1993 – Oliver Tambo, político sul-africano (n. 1917).

2005 — Ezer Weizman, político israelense (n. 1924).

2008 — Canhoto da Paraíba, músico brasileiro (n. 1926).

2016 — Billy Paul, cantor estadunidense (n. 1934).

Foto: Agência Senado

A Comissão de Constituição, Justiça do Senado Federal (CCJ) irá pautar, nesta quarta-feira (24), a votação para o projeto sobre castração química voluntária de estupradores. De acordo com a apauração da equipe de reportagem da 96FM, o relator do projeto na CCJ, o senador Angelo Coronel (PSD-BA), deve sugerir a aprovação do texto com emendas.

A proposta é do senador Styvenson Valentim (PODEMOS). O projeto propõe a castração química voluntária para estupradores, por meio de um tratamento hormonal ou intervenção cirúrgica de efeitos permanentes voltados para a contenção de libido e atividade sexual.

De acordo com o senador Styvenson Valentim, caso o condenado opte pelos procedimentos, o será concedido liberdade condicional ou, até mesmo, a extinção da sua pena.

“Existem muitos comentários que quando o estuprador é preso, ele é estuprado na própria cadeia, isso quando não é morto. Nesse caso, eu acho que ele vai pensar duas vezes”, comenta Ângelo Coronel, reforçando a fala do senador Styvenson. O projeto tramita em caráter terminativo, significando que, caso seja aprovado pelo CCJ, irá direto para a Câmara, sem a necessidade de passar pelo plenário.

Fonte: 96 FM

O coordenador da bancada do Rio Grande do Norte, deputado federal Robinson Faria, se reuniu com parlamentares junto ao diretor-geral do DNIT, Fabrício Galvão, para tratar da situação da BR-304. O encontro ocorreu nesta terça-feira (23), na sede do órgão, em Brasília.

A rodovia está interditada no município de Lajes, devido à queda da ponte provocada pelas fortes chuvas. A reunião contou com a participação da senadora Zenaide Maia, os deputados federais Benes Leocádio, Sargento Gonçalves, Fernando Mineiro e a deputada estadual Divaneide Basílio.

Robinson Faria destacou o empenho na busca de medidas que possam amenizar o problema. “A interdição devido ao desabamento tem provocado diversos prejuízos e nossa atuação enquanto coordenador da bancada é de articular junto aos parlamentares para que possamos nos unir em busca de uma solução”, disse.

O diretor-geral do DNIT, Fabrício Galvão, acredita que em duas semanas a obra do desvio pode estar concluída, mas que isso vai depender das chuvas na região. “O DNIT está empenhado em resolver a situação da rodovia, depende agora das condições climáticas. Condições técnicas, orçamento, empresa, recurso, tudo já está encaminhado”, explicou.

“Mossoró Cidade Junina” é apresentado ao trade turístico e imprensa em Natal

Por: Maricelio Almeida
Foto: Lucas Bulcão (Secom/PMM)

O São João mais cultural do Mundo chegou mais uma vez à capital potiguar, Natal. Pelo segundo ano consecutivo, o “Mossoró Cidade Junina” foi apresentado ao trade turístico, autoridades e imprensa do Rio Grande do Norte, em evento realizado nesta terça-feira (23) na sede do Serviço Social do Comércio (Sesc) Rio Branco, bairro Cidade Alta. A iniciativa foi promovida pela Prefeitura de Mossoró em parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do RN (Fecomércio RN).

O público que acompanhou o lançamento em Natal sentiu um pouco da emoção e da diversidade cultural que nortearão todo o “Mossoró Cidade Junina”, que acontecerá de 1º a 29 de junho, em diferentes polos. Na ocasião, atores que integram o espetáculo “Chuva de Bala no País de Mossoró” recepcionaram os convidados, devidamente caracterizados. Houve ainda show musical com os artistas Litto Lins e Caroline Melo e apresentação da quadrilha junina Luar de Pratas.

 

“É com muito prazer que a gente está aqui mais uma vez, trazendo, mostrando e apresentando o MCJ 2024, que com certeza vai ser um dos melhores e um dos maiores. E para o espetáculo ‘Chuva de Bala no País de Mossoró’, aguardem também que tem muita novidade para acontecer”, afirmou o ator Carlos José, intérprete do Padre Mota no espetáculo que remonta à tentativa de invasão do bando de Lampião a Mossoró em 1927.

O secretário municipal de Cultura, Frank Felisardo, destacou a importância da apresentação realizada em Natal. “A gente abraça a capital do nosso estado e faz o convite para o nosso São João. Esse ano a gente aumenta o percurso do ‘Pingo da Meia’, a quantidade de dias do evento, as atrações, a diversidade cultural, e a gente já vê que o ‘Mossoró Cidade Junina’ vai ser um grande sucesso também em 2024”.

O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, elogiou a iniciativa da Prefeitura em promover mais uma vez a apresentação do “Mossoró Cidade Junina” em Natal. “O Sistema Fecomércio entende o ‘Mossoró Cidade Junina’ como um grande evento, que movimenta a economia não só de Mossoró, da região, mas de todo o estado. Nós recebemos visitantes de vários estados do país. E isso gera emprego, gera renda. Nós, desde o início, somos parceiros”, disse.

Marcelo Queiroz também anunciou novidades para a presença da Federação no evento este ano. “Nós sempre fazemos uma pesquisa de satisfação dos clientes, dos turistas, dos consumidores, mas também dos empresários que atuaram, os microempreendedores, e esse ano nós vamos fazer ainda mais. Nós vamos fazer um treinamento, uma capacitação com os empresários, com os microempreendedores, com os ambulantes. São cursos que vão desde vendas à qualidade do atendimento, alimentação, informações turísticas”, comentou.

 

Conforme pesquisa do Instituto Fecomércio, em 2023 o “Mossoró Cidade Junina” movimentou R$ 291,8 milhões. O volume financeiro representa um crescimento de 103,5% em relação à movimentação registrada em 2022 (R$ 143,4 milhões). Levando em consideração o valor aportado pela gestão municipal no evento, aproximadamente R$ 12 milhões, o total de recursos movimentado no ano passado aponta que, para cada R$ 1 direcionado ao MCJ, retornaram R$ 24 para a economia do município.

Michelson Frota, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Mossoró (Sindilojas) e vice-presidente da Fecomério RN, reforçou a importância da parceria entre a Prefeitura e as entidades na classe na realização do evento. “Quando a gente fala nessa parceria, a gente tem que pensar antes, do planejamento que vem sendo feito desde o começo da atual gestão. A gente sempre parabeniza a Prefeitura por esses momentos, principalmente de divulgar ao trade turístico aqui na capital. Se Deus assim nos permitir, esse São João vai bater recordes”

O produtor de eventos e colunista Social Toinho Silveira prestigiou a apresentação realizada no Sesc Rio Branco, elogiou o “Mossoró Cidade Junina” e o fato da Prefeitura levar o evento à principal cidade do estado. “Quero parabenizar pela grandiosidade do ‘Pingo da Mei Dia’, que eu vi nascer, e por trazer para Natal uma festa tão bonita de lançamento, tudo muito organizado, e esse evento mostra a cara da arte e da cultura do povo de Mossoró, isso só pode me deixar feliz como mossoroense que sou”.

Turismo impulsionado

O objetivo do lançamento do “Mossoró Cidade Junina” na capital potiguar é potencializar o evento em todo o Rio Grande do Norte e na região Nordeste, objetivo que vem sendo alcançado, como destaca a secretária-adjunta de Turismo do Estado, Daniely Rêgo. “Para nós, do turismo, é um evento de extrema importância. O ‘Mossoró Cidade Junina’ se tornou referência quando se fala em São João, e não só para o turismo, mas para o emprego e renda. Recebemos o evento com muita alegria e satisfação”, relatou.

Diretora de Promoção da Empresa Potiguar de Promoção Turística (Emprotur), Nayara Santana, fala sobre as estratégias de divulgação do ‘Mossoró Cidade Junina’. “A Emprotur tem colocado, como a gente chama, na prateleira das operadoras e das agências, que a gente também tem um dos maiores eventos juninos do país. Iniciamos uma ação com a Azul Viagens em vários estados do país, realizando esse trabalho de promoção”, disse.

ATRAÇÕES

Do “Pingo da Mei Dia” ao “Boca da Noite”, todo mundo vai se encontrar no “Mossoró Cidade Junina”, um evento marcado também pela inclusão e segurança. A abertura do São João mais cultural do Brasil, às 12h do dia 1º de junho, contará com três atrações nacionais: Zé Vaqueiro, Tarcísio do Acordeon e Bell Marques, além de artistas locais que irão animar ainda mais o melhor e maior bloco junino do país.

Os artistas locais também irão abrilhantar o São João mais cultural do mundo, inclusive no “Polo Poeta Antônio Francisco”. No “Polo Arraiá do Povo”, estarão presentes as seguintes atrações: Circuito Musical, Bartô Galeno, Tropykalia, Waldonys, Lairton, Chambinho do Acordeon, Amazan, Vicente Nery, Junior Vianna, Brasas do Forró, Lagosta Bronzeada, Ferro na Boneca e Nonato Beto.

Na Estação das Artes Elizeu Ventania, principal polo do Mossoró Cidade Junina, subirão ao palco nomes como Alok, Gusttavo Lima, Luan Santana, Jorge e Mateus, Murilo Huff, Nattan, Wesley Safadão, Mari Fernandez, Gustavo Mioto, Bruno & Marrone, entre outros.

Confira a programação:

1º de junho – “Pingo da Mei Dia”: Bell Marques, Zé Vaqueiro e Tarcísio do Acordeon ( Abertura)

6 de junho – Nattan, Raí, Luan Estilizado e Zezo (À Vontade) e Flávio José

7 de junho – Wesley Safadão, Dorgival Dantas e Bonde do Brasil

8 de junho – Henry Freitas, Jonas Esticado, e Mano Walter

13 de junho – Limão com Mel, Calcinha Preta e Taty Girl

14 de junho – Raynel Guedes, Felipe Amorim e Xand Avião

15 de junho – Eric Land e Murilo Huff

19 de junho – Gusttavo Lima e Vitor Fernandes

20 de junho –  Jorge e Mateus, Ávine Vinny e Rey Vaqueiro

21 de junho – Bruno & Marrone, Simone Mendes e Raphaela Santos

22 de junho – Leonardo, Zé Cantor e Michele Andrade

27 de junho –  Luan Santana, Seu Desejo e Mari Fernandez

28 de junho – Gustavo Mioto, Alok e Núzio Medeiros

29 de junho – “Boca da Noite”: Léo Santana e atrações locais ( Encerramento)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira (23), em café com jornalistas no Palácio do Planalto, que não tem, atualmente, “nenhuma previsão” de promover uma reforma ministerial. A informação é da coluna Radar, da revista Veja.

Recorrendo a uma metáfora do futebol, Lula afirmou que nenhum treinador anuncia quais jogadores vai tirar durante a partida quando o time está entrando em campo.
“O time entra para jogar e o time está jogando do jeito que eu acho que deve jogar”, disse o presidente sobre seus ministros.

A declaração vem na esteira de uma crise política com Arthur Lira depois de o presidente da Câmara chamar o ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais), responsável pela articulação política do Planalto, de “desafeto pessoal” e “incompetente”.

No café com jornalistas, Lula disse ainda que teve uma “conversa” a sós com Lira — e que, quando marcar uma “reunião”, chamará os líderes do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), e no Congresso, senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), para participar.

Foto: Sergio Lima/Poder 360

O governo acelerou a liberação de emendas ao Congresso nesta semana, às vésperas da sessão que analisará vetos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Apesar disso, o ritmo dos repasses ainda gera críticas, especialmente na Câmara dos Deputados, onde o desgaste com o Palácio do Planalto tem sido maior. Por isso, mesmo líderes aliados a Lula reconhecem que há risco de o governo sofrer derrotas nas votações de vetos.

Uma delas poderá impor ao presidente um cronograma para liberação de emendas, o que reduz a margem para a articulação política do governo usar esses recursos como moeda de troca com parlamentares. Nesta segunda-feira (22), foram liberados mais cerca de R$ 2,7 bilhões em emendas. Com isso, já foram autorizados R$ 5,5 bilhões a deputados e senadores neste ano.

“Há um objetivo claro do governo em acelerar a execução para a gente manter esse ritmo de retomada da economia e ritmo da execução dos programas”, disse nesta segunda-feira o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, responsável pela articulação política e gestão das emendas.

Pelos números apresentados por ele, mais R$ 1 bilhão devem ser repassados nesta semana. Recentemente, Padilha protagonizou um mal-estar público com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que o chamou de “incompetente”.

Sessão nesta quarta

A liberação também acontece às vésperas de uma sessão do Congresso, em que deputados e senadores devem analisar os vetos presidenciais à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e ao Orçamento de 2024.

A sessão está marcada para quarta-feira (24), mas aliados do governo tentam adiar a votação, que é prorrogada há semanas. O risco de derrota de Lula e a falta de acordo sobre os vetos é o principal motivo para eventual adiamento.

O Congresso aprovou, no fim do ano passado, dispositivos na LDO para que o Palácio do Planalto fosse obrigado a pagar, até fim de junho, uma parte das emendas na área de saúde e assistência social.

Lula vetou esses trechos, que davam segurança aos parlamentares de que esses recursos seriam liberados ainda no primeiro semestre – demanda que ganha um peso extra em ano eleitoral, quando o empenho das emendas só pode acontecer até o dia 30 de junho.

G1

Foto: Marcello Casal Jr. /AgênciaBrasil

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começam a receber a primeira metade da parcela do 13º salário, a partir desta quarta-feira (24). Em geral, a primeira parcela do abono anual, também conhecido como 13º dos beneficiários da Previdência Social, ocorre em agosto de cada ano.

No mês passado, o governo federal determinou a antecipação do pagamento das duas parcelas do 13º salário a 33,6 milhões de beneficiários. De acordo com dados da folha de pagamentos, o volume de recursos só com a primeira parcela do benefício injetará R$ 33,68 bilhões na economia brasileira.

O valor antecipado corresponde a 50% do total do abono anual e sobre a primeira parcela não incide desconto de Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF). Nos casos em que é possível a cobrança, o imposto será descontado somente na segunda parcela do 13º.

Calendário

O calendário de pagamentos leva em conta o número final do cartão de benefício, sem considerar o último dígito verificador, que aparece depois do traço, também chamado de Número de Identificação Social (NIS).

O dinheiro será depositado junto com o benefício referente ao mês de abril, pago entre 24 de abril e 8 de maio. Os segurados com benefício com dígito final 1 e que ganham até um salário mínimo vigente (R$1.412) serão os primeiros a receber e, assim, por dia diante. A segunda parcela do 13º salário do INSS de 2024 será paga com os benefícios regulares de maio, creditado entre o fim de maio e o início de junho.

Quem tem direito

Recebem o abono os segurados e pensionistas da Previdência Social que durante o ano de 2024 tenham recebido aposentadoria, auxílio por incapacidade temporária, auxílio-acidente, pensão por morte ou auxílio-reclusão.

O 13º é devido a aposentados, pensionistas, além de pessoas que receberem, ao longo de 2024, benefícios temporários, como auxílio por incapacidade temporária e auxílio-reclusão. Nesses casos temporários, o valor é proporcional ao tempo de recebimento do benefício.

Quem recebe salário-maternidade também tem direito ao 13º proporcional. Porém, ele é pago junto com a última parcela do salário-maternidade e, por isso, a pessoa não recebe o valor extra junto com os demais beneficiários, agora.

O décimo terceiro não é pago a quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Os idosos e as pessoa com deficiência com BPC não têm direito a essa parcela adicional.

Como consultar

Os segurados podem consultar o número do cartão do benefício no site e pelo aplicativo Meu INSS, disponível para smartphones com sistemas Android e iOS. Nos dois casos, é necessário fazer login e senha no portal Gov.br. Para acessar todos os detalhes sobre o pagamento do benefício, basta clicar no serviço “Extrato de pagamento”.

Outra forma é pela central telefônica 135, que funciona de segunda à sábado, das 7h às 22h.

Fonte: Agência Brasil

Faltam insumos e medicamentos no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, a maior unidade pública de saúde do Rio Grande do Norte, que fica em Natal. A denúncia foi feita nesta segunda-feira (22) por trabalhadores do hospital, que, em protesto, colaram cartazes na porta da unidade com uma lista do que está em falta.

Os cartazes citam que o hospital não tem: sabão, luvas, gazes, álcool, suportes de soro, lençóis, ataduras, dipirona, antibióticos, entre outros materiais. A Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) informou que mantém um grupo de trabalho permanente para tratar do abastecimento de insumos nas 20 unidades hospitalares da rede.

Segundo a Sesap, o Walfredo Gurgel permanece com todas as condições de receber a população, realizando mais de 200 atendimentos diários apenas no pronto-socorro Clóvis Sarinho.

Por conta da falta de macas no hospital, no entanto, as macas das ambulâncias permanecem dentro da unidade, e os veículos ficam retidos, sem poder sair do hospital até que a maca seja liberada. Na manhã desta segunda, pelo menos 10 ambulâncias estavam paradas no local.

Na semana passada, o Hospital Walfredo Gurgel chegou a suspender a alimentação para acompanhantes de pacientes e também para funcionários. Segundo a Sesap, o motivo foi a diminuição no fornecimento dos insumos.

G1 RN

22
abr

Cabral chegou depois… Isto é Brasil

Postado às 6:47 Hs

Em dezembro de 1498, uma frota de oito navios, sob o comando de Duarte Pacheco Pereira, atingiu o litoral brasileiro e chegou a explorá-lo, à altura dos atuais Estados do Pará e do Maranhão. Essa primeira chegada dos portugueses ao continente sul-americano foi mantida em rigoroso segredo. Estadistas hábeis, os dois últimos reis de Portugal entre os séculos 15 e 16 – D. João II e D. Manuel I – procuravam impedir que os espanhóis tivessem conhecimento de seus projetos. Pouco depois do retorno de Vasco da Gama a Lisboa, em agosto de 1499, D. Manuel I, em parceria com investidores particulares, organizava uma nova expedição para Calicute. Decidido a impressionar o monarca local, ou a convencê-lo pelas armas, o rei enviava agora uma expedição ostensivamente rica e poderosa, composta de 13 navios com uma tripulação estimada entre 1.200 e 1.500 homens. Seu comando foi confiado a um fidalgo de 33 anos, chamado Pedro Álvares Cabral

O total de domicílios com algum beneficiário do Bolsa Família subiu para 19% em 2023, o maior valor da série histórica calculada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). As informações são da Pnad Contínua: Rendimento de todas as fontes 2023, divulgada nesta sexta-feira (19).

Segundo o estudo, o número representa um aumento de 2,1 pontos percentuais em relação ao ano anterior, quando registrou 16,9%. Já em comparação com 2019, patamar pré-pandemia, o crescimento foi de 4,7 pontos percentuais. Naquele ano, o número de domicílios com beneficiários do programa era de 14,3%.

Em março de 2023, o Bolsa Família foi relançado em substituição ao Auxílio Brasil, criado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro. O programa manteve o valor mínimo de R$ 600 e o adicional de R$ 150 por criança de até 6 anos. Em junho do ano passado, foram implementados os benefícios variáveis de R$ 50 para gestantes, crianças e adolescentes de 7 a 18 anos e o per capita de R$ 142.

O IBGE ressalta que, em 2022, e em menor medida em 2023, houve aumento dos valores médios de benefício pagos por meio do programa, o que contribuiu para um crescimento do rendimento das famílias beneficiárias. No ano passado, o rendimento médio domiciliar per capita dos domicílios que recebiam o Bolsa Família era inferior a 30% do rendimento médio dos domicílios não beneficiados.

Por regiões

O aumento foi notado em todas as regiões. Os maiores percentuais foram registrados no Nordeste (33,8%) e Norte (31,7%). Em seguida, apareceram Centro-Oeste (12,8%), Sudeste (11,5%) e, por último, Sul (7,9%).

Rendimento mensal per capita

De acordo com o estudo, enquanto o rendimento per capita do grupo de domicílios que recebiam o Bolsa Família cresceu 42,4% (de 446 para 635) no período 2019-2023. Já entre aqueles que não recebiam o benefício, a variação foi de 8,6% (de R$ 2.051 para R$ 2.227).

Para as residências que recebiam o BPC-Loas (Benefício de Prestação Continuada), o rendimento médio domiciliar per capita foi de R$ 1.068 e para os que não recebiam, R$ 1.885. Por sua vez, nos domicílios que recebiam outros programas sociais o rendimento médio foi de R$ 826, frente a R$ 1.867 naqueles que não recebiam.

Foto: Wagner Meier – Poder360

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) incentivou neste domingo (21) que seus apoiadores “continuem lutando” contra aqueles que se opõem aos ideais defendidos pelo ex-presidente. Ele pediu que, “se algo ruim acontecer” contra ele, que os manifestantes “não desanimem” de defender as melhorias para o Brasil.

Sabemos onde estão os problemas do Brasil, sabemos o que fazer. E temos tudo para vencer. Se algo ruim acontecer comigo, não desanimem, continuem a luta. Porque os covardes só podem fazer uma coisa comigo, como eles querem concluir o 6 de setembro de 2018 na pessoa de um soldado deles, Adélio Bispo”, declarou Bolsonaro no ato em Copacabana, no Rio. Em 6 de setembro de 2018, Bolsonaro foi alvo de ataque a faca em Juiz de Fora (MG), enquanto cumpria agenda eleitoral. O autor do ataque, Adélio Bispo de Oliveira, foi preso em flagrante. Ele foi filiado ao Psol de 2007 a 2014.

Leia outros assuntos abordados por Bolsonaro no discurso:

  • anistia a presos pelo 8 de Janeiro – “Não queiram condenar um número absurdo de pessoas porque alguns erraram invadindo e depredando patrimônio como se fossem terroristas ou golpistas”;
  • Esplanada de Lula – Dá para comparar esses 38 ministros de Lula com os 23 de Bolsonaro? Olha o perfil de Paulo Guedes, compare com Haddad, o pior prefeito da história de São Paulo”;
  • investigações contra si – “O sistema não gostou dos 4 anos nossos e passou a trabalhar contra a liberdade de expressão”;

Poder 360

Foto: REUTERS/Paulo Whitaker

Pesquisa do Ipec divulgada neste domingo (21) aponta que 79% dos brasileiros acreditam que o preço dos alimentos aumentou nos últimos meses no país. A percepção para outros 9% é de que o valor dos alimentos teve queda. Já 11% acreditam que os preços continuam os mesmos. Não sabem ou não responderam correspondem a 1% dos entrevistados.

Na próxima segunda-feira (22), o Brasil completa 524 anos de descobrimento. Para entender um pouco mais da História do Brasil, é possível ir além da internet e dos livros. Com a nova parabólica digital, é possível ter acesso a uma extensa programação sobre esses temas.

A TV Brasil exibe, aos domingos, às 10h, a série “Fazendas Históricas”, que mostra fazendas importantes do período colonial, localizadas em cidades dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Um passeio pelo país daquela época, cuja principal fonte de riqueza eram os cafezais. Às 19h30, no mesmo canal, o telespectador pode curtir o ” Nos Caminhos dos Viajantes”, programa que percorre as trilhas descritas por naturalistas do século XIX, como o inglês Charles Darwin, dos ecossistemas brasileiros. Ao refazer as primeiras expedições científicas no país, a atração promove um resgate histórico da fauna e da flora brasileiras.

Na TV Cultura, a série “História da Arte no Brasil” aborda os principais momentos e movimentos da arte brasileira, como barroco, modernismo, entre outros. O programa vai ao ar às segundas-feiras, às 5h.

Na terça-feira (23), a partir das 5h, o programa “100 Anos de Cultura e Conflitos”, na TV Senado, terá um episódio só sobre a Primeira República, marcada por problemas sociais, especialmente originados pelos séculos de escravidão no Brasil. No sábado (27), a partir das 14h, o canal exibirá o segundo episódio sobre o período republicano, desta vez focando no papel importante que os negros livres e os imigrantes desempenharam nos primeiros anos do regime, apesar da trágica realidade.

Essas são atrações de apenas alguns dos mais de 80 canais disponíveis na nova parabólica digital, que funciona com qualidade de imagem e som superior à da parabólica tradicional, cujo sinal, em breve, vai deixar de ser transmitido em todo o Brasil. A nova parabólica digital pode ser obtida gratuitamente por todos aqueles inscritos no CadÚnico, que recebem algum benefício do governo federal, e que tenham a parabólica tradicional instalada e funcionando. Para verificar se tem direito à troca, é preciso acessar o site sigaantenado.com.br ou ligar para 0800 729 2404.

Realizada pela Siga Antenado desde 2022, a substituição da antena é necessária porque, em breve, a parabólica tradicional deixará de funcionar. Quem não fizer a atualização pode ficar sem sinal de TV. O agendamento para a instalação do kit gratuito com a nova parabólica digital, que é liberado por fases, está disponível em 3.678 municípios brasileiros.

21
abr

Nota

Postado às 12:24 Hs

NOTA DE PESAR

É com profundo pesar que a Prefeitura Municipal de Mossoró, em nome do prefeito Allyson Bezerra, se solidariza com os familiares e amigos da ex-vereadora Cícera Nogueira de Carvalho, 88 anos, pelo seu falecimento, ocorrido neste domingo (21).

O Município decreta luto oficial em razão do falecimento da ex-parlamentar mossoroense.

Tia Cícera, como era carinhosamente conhecida, exerceu o cargo de Vereadora por dois momentos e construiu uma história admirável com seu carisma. Deixa como legado uma belíssima trajetória notada pelo respeito ao próximo, amor e dedicação à família e amigos e relevantes serviços prestados ao nosso município.

Mossoró-RN, 21 de abril de 2024
Prefeitura Municipal de Mossoró

Em um momento no qual o governo de Luiz Inácio Lula da Silva enfrenta baixa popularidade, dados de nova pesquisa do Ipec mostram que, dentre oito áreas da gestão petista, apenas a educação obtém mais avaliações positivas do que negativas. Já em relação aos demais segmentos, os que mais se revelam como pontos de atenção para o Palácio do Planalto são o controle da inflação, a segurança pública, a saúde e o combate ao desemprego.

A atuação do governo na área da educação tem resultados considerados “bons” ou “ótimos” por 38% da população, contra 31% que os avaliam como “ruins” ou “péssimos”. São 28% os que classificam os esforços do Executivo federal nesse aspecto como “regulares”.

Pesquisa Ipec — Foto: Editoria de Arte / Ipec

Inflação é vilão n° 1

Já a abordagem do governo frente ao aumento dos preços é “ruim” ou “péssima” para 46% dos entrevistados, o dobro do percentual dos que a consideram “boa” ou “ótima” (23%). Outros 28% disseram avaliar o desempenho do Executivo federal como “regular”.

A despeito de a inflação oficial acumulada nos últimos 12 meses (de 3,93% até março) estar abaixo do teto da meta, a percepção de que serviços e produtos estão mais caros permeia todos os estratos da população. Dentre os mais ricos, que ganham acima de cinco salários mínimos por mês, 59% acham que o governo vai mal no controle da inflação. A taxa é menor entre os mais pobres (37%), mas mesmo nesse grupo a insatisfação também supera o percentual dos que veem um “bom” ou “ótimo” desempenho do governo.

Pesquisa Ipec analisa percepções sobre a inflação — Foto: Editoria de Arte / Ipec

Os novos resultados aferidos pelo Ipec se somam a uma maré ruim para o governo Lula em termos de aprovação popular. A pesquisa de março feita pelo instituto que sucedeu o Ibope mostrou que, pela primeira vez desde a posse do petista, a parcela dos brasileiros que aprovam a atual gestão (33%) equivale estatisticamente à dos que o reprovam (32%).

O Globo

21
abr

Parabéns Brasília !!

Postado às 7:00 Hs

Brasília, idealizada por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa arquitetos e engenheiros de sonhos e futuro ao mesmo tempo , pois a 64 anos atrás surgia do Cerrado Brasileiro a capital planejada e terceira do Brasil, pensamento de outro grande sonhador que o Brasil nunca vai esquecer Juscelino Kubitschek, foi uma espera de séculos sua construção e a sessentona  que continua jovem não envelheceu , a única tristeza que a cidade tem são os maus políticos que pra lá vão eleitos pelos brasileiros que também depositaram sonhos através do voto. Palco de escândalos a capital federal é imponente e linda .

 

 

21
abr

Dia de Tiradentes !!! Que Mártir?

Postado às 6:45 Hs

Exerceu diversos trabalhos entre eles minerador e tropeiro. Tiradentes também foi alferes, fazendo parte do regimento militar dos Dragões de Minas Gerais.

Junto com vários integrantes da aristocracia mineira, entre eles poetas e advogados, começa a fazer parte do movimento dos inconfidentes mineiros, cujo objetivo principal era conquistar a Indepedência do Brasil. Tiradentes era um excelente comunicador e orador. Sua capacidade de organização e liderança fez com que fosse o escolhido para liderar a Inconfidência Mineira. Em 1789, após ser delatado por Joaquim Silvério dos Reis, o movimento foi descoberto e interrompido pelas tropas oficiais. Os inconfidentes foram julgados em 1792. Alguns filhos da aristocracia ganharam penas mais brandas como, por exemplo, o açoite em praça pública ou o degredo.

Tiradentes, com poucas influências econômicas e políticas, foi condenado a forca. Foi executado em 21 de abril de 1792. Partes do seu corpo foram expostas em postes na estrada que ligava o Rio de Janeiro a Minas Gerais. Sua casa foi queimada e seus bens confiscados.

Conclusão : Tiradentes pode ser considerado um herói nacional. Lutou pela independência do Brasil, num período em que nosso país sofria o domínio e a exploração de Portugal. O Brasil não tinha uma constituição, direitos de desenvolver indústrias em seu território e o povo sofria com os altos impostos cobrados pela metrópole. Nas regiões mineradoras, o quinto (imposto pago sobre o ouro) e a derrama causavam revolta na população. O movimento da Inconfidência Mineira, liderado por Tiradentes, pretendia transformar o Brasil numa república independente de Portugal.

 

Foto: Freepik

O Brasil alcançou a marca dos 1.601 óbitos por dengue confirmados em 2024. Além disso, outras duas mil mortes seguem em investigação e podem ter sido causadas pela doença, totalizando 3,6 mil mortes confirmadas ou suspeitas até o momento. Os dados são do painel de casos do Ministério da Saúde atualizado nessa sexta-feira (19).

O número de mortes confirmadas é 35% superior a todo o ano de 2023, quando 1.179 brasileiros perderam a vida para doença. A diferença entre os casos ainda em investigação de 2023 e 2024 supera os 1.707%. Do ano passado, apenas 114 ocorrências seguem em investigação.

Em relação aos casos prováveis da doença, os números chegam a 3,535 milhões em 2024 contra 1,649 milhão em 2023, aumento de 114%. Já o coeficiente de incidência de casos por 100 mil habitantes cresceu de 773 em 2023 para 1.741 casos prováveis para cada 100 mil brasileiros em 2024.

As mulheres são as mais afetadas pela doença, representando 55% das ocorrências prováveis, contra 44% de pessoas do sexo masculino. A faixa etária mais afetada é dos 20 aos 29 anos, com 358 mil mulheres dessa faixa etária atingidas contra 299 mil homens.

Apesar do aumento expressivo no número de casos e óbitos, a letalidade da doença em relação ao total de casos teve leve redução. De uma letalidade de 4,83% em casos graves em 2023 para 4,35% em 2024. Além disso, a letalidade dos casos prováveis passou de 0,07% para 0,05% no mesmo período.

Estados

Proporcionalmente, as unidades da federação com a situação mais grave da doença, índice calculado por casos prováveis a cada 100 mil habitantes (coeficiente de incidência), são: Distrito Federal (7,9 mil x 100 mil); Minas Gerais (5,3 mil x 100 mil); Paraná (3,0 mil x 100 mil); Espírito Santo (2,9 mil x 100 mil); Goiás (2,5 mil x 100 mil); Santa Catarina (2,0 mil x 100 mil); São Paulo (1,8 mil x 100 mil); e Rio de Janeiro (1,3 mil x 100 mil).

Na parte embaixo da tabela, com os melhores índices de incidência, estão os estados de Roraima (36 casos x 100 mil); Ceará (96 casos x 100 mil); Maranhão (128 casos x 100 mil); Sergipe (137 casos x 100 mil) e Alagoas (152 casos x 100 mil).

G1

abr 24
quarta-feira
07 26
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
49 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.953.736 VISITAS