Por Francisco Vieira

Aqui na Tribuna da Internet já foi denunciado pelo Dr. Jorge Béja o abuso dos telefonemas da operadora Oi para as casas dos assinantes, a pretexto de oferecer supostas vantagens. Infelizmente, não é a única irregularidade. Somos reféns das operadoras, que têm feito celebrado contratos (ou simulado contratos) apenas com menção do nome e do número de CPF, sem exigir carteira de identidade nem conferir assinatura. Desde o início de dezembro do ano passado eu comecei a receber ligações de cobrança da operadora Claro me informando que eu estaria devendo uma conta de R$ 2.180,63 (nos valores da época) no número 62-99218-6414. Como prova de “boa vontade”, até aceitavam que parcelasse o passivo em mais de duas vezes. E todo o santo dia eu tinha que repetir para a atendente que nunca possuíra linha telefônica da Claro!

LIGAR PARA 1502 – Sempre que eu procurava saber mais detalhes do que se tratava, já que não uso essa operadora, as atendentes diziam não estarem a par da situação (pois não tinham acesso aos dados cadastrais) e pediam que eu ligasse para o número 1052. Bem, quando ligava para o número 1052, a atendente desse número dava de ombros e mandava que ligasse para o 0800 7236626. Mas quando eu ligava para o 0800 7236626, me indicavam o número 106-21. Ao ligar no 106-21, diziam que o meu problema deveria ser resolvido no número 1052… E tudo se iniciava e findava em uma enorme perda de tempo e de paciência.

Tentando resolver o problema, fui a uma loja da empresa Claro e soube que o referido número fora adquirido na cidade goiana de Uruana, onde nunca estive, nem sei onde fica, cujo endereço estava no cadastro da fatura da conta.

 SEM CONTRATO – O funcionário da loja, ao fazer a pesquisa “no sistema”, confirmou que, embora a conta estivesse com o meu nome e o meu CPF, realmente não havia contrato feito ou assinado, o que, segundo ele, caracterizava uma fraude. Mas não tomou providência alguma, pois não era de sua competência.Mesmo sabendo tratar-se de uma fraude e após eu ter comparecido à loja, as ligações de cobrança continuaram a acontecer pelo menos uma vez por dia na parte da manhã, de segunda a sábado, e outras vezes pela manhã e à tarde durante os meses de janeiro e fevereiro.

Em março eles diminuíram as ligações e neste mês ainda não recebi nenhuma, provavelmente por já terem incluído o meu nome no Serasa, SPC etc…

30
abr

Crônicas & Dicas : Promessas de maio

Postado às 20:48 Hs

Em maio, as manhãs no Rio costumam ser lindas e, ao entardecer, em Minas, começam a aparecer crianças vestidas de anjo. Mas é em Curitiba que grande parte da atenção se concentra. O depoimento de Lula diante de Sérgio Moro é tido como um grande momento. Talvez contra a corrente, acredito que nada de essencial será mudado. E m confronto com as evidências que o ligam ao triplex de Guarujá e o sítio de Atibaia, Lula vai negar e, possivelmente, reafirmar que não há documento oficial que o ligue a essas propriedades. Imagino também que, se houver provocações, Sérgio Moro terá a habilidade e vai contorná-las, seguindo com as perguntas que realmente possam esclarecer. A ideia de que um processo dessa natureza se resolve com manifestações políticas é mais um equívoco da esquerda. Aliás, apoiado em outro equívoco: o de que uma performance num interrogatório pode ser transformado numa alavanca para a campanha presidencial. Se, por acaso, têm como modelo o famoso “A História me absolverá” de Fidel Castro, independentemente de comparar oratórias, é gritante a disparidade de situações. Uma coisa é ser acusado de tramar contra a ditadura de Fulgencio Batista, outra é ser acusado de receber propinas por negócios na Petrobras. Lula está numa situação incômoda, tentando revertê-la em seu favor, e apreensivo com a possibilidade de prisão. Algo que, creio, não vai acontecer. As forças de esquerda no Brasil jogam toda a sua sorte num líder carismático e resolvem acompanhá-lo na aventura, pois temem desaparecer sem ele. Não sou muito de discutir processos, notas frias, assinaturas falsas. Talvez por isso me interesse mais pela experiência vivida, aquilo que meus olhos e ouvidos revelaram. Por exemplo, estou voltando de Porto Velho, onde aprendi um pouco sobre a história da Usina de Santo Antônio, aquela em que a Odebrecht comprou todo mundo: governador, senadores, deputados, centrais sindicais, polícia e índios.
30
abr

Dicas para viver melhor…

Postado às 18:21 Hs


1. Faça uma coisa de cada vez. Primeiro, as reuniões. Em seguida, os cuidados diários. Depois, as compras. Você faz uma coisa já pensando nas outras. Para aproveitar o momento, você deve aprender a trabalhar por partes – concentrar-se em uma tarefa por vez. Como o cirurgião que esquece o seu divórcio durante uma cirurgia, com a prática, você também pode aprender a se concentrar num determinado assunto.
2. Pare e observe ao seu redor. A nuvem de problemas nos impede de observar belas paisagens, sons e aromas. Na próxima vez em que você se sentir estressado, em vez de sair do normal, tente prestar atenção nas coisas ao seu redor. Observe a beleza de um pôr-do-sol ou as folhas que balançam numa árvore.
3. Escute as pessoas. Hoje, enquanto conversamos com alguém, nossa cabeça está em outro lugar. Não importa se é um colega de trabalho, seu filho ou um amigo, tente dar toda a atenção possível.
4. Medite ou reze. Há mais de três décadas, o Dr. Herbert Benson criou o termo “resposta de relaxamento” para explicar a fisiologia do relaxamento mental. Se você está oferecendo uma oração a Deus ou concentrando-se na sua respiração, seu cérebro é tomado por ondas alfa e a sua pressão sangüínea diminui. Faça isso durante alguns minutos e você não irá mais querer parar.
5. Movimente-se ativamente. Quando você dança em sintonia com uma música ou joga com o seu time, encontra-se concentrado naquele momento.
6. Dê importância aos prazeres da vida. Comemore as coisas boas da vida, maiores ou menores, diz a psicóloga Stella Resnick, autora de The Pleasure Zone (”A Zona do Prazer”). Ninguém precisa falar para as pessoas alegres curtirem o momento; elas já fazem isso.
7. Respire fundo. Você esteve tão ocupado ultimamente que não teve a chance de observar a sua respiração? Aprenda a inspirar e expirar lentamente e ativamente.
8. Procure as novidades. Mesmo que você faça o mesmo caminho com o seu cachorro toda manhã, sempre existem novidades sutis. Tenha o hábito de procurar algo novo – um jardim que começa a florescer ou um prédio com uma nova pintura.
9. Elimine os “e se” e “somente se”. “Se só eu conseguir aquele aumento, ficarei feliz.” “E se eu nunca achar a pessoa certa? “Somente se eu perder 10 quilos, começarei a aproveitar a vida.” Não existe nada de errado em ter metas, mas não deixe que elas impeçam você de curtir um determinado momento.
10. Tenha uma atitude positiva.Então você ficou exausto no primeiro dia de sua viagem para nadar na praia. Não desanime. Seja criativo e descubra algo para aproveitar. Quando você buscar viver o momento, sempre identificará uma oportunidade – ainda que seja nada mais que demonstrar coragem e paciência.Fonte: Interativo

Via Folha de S.Paulo – Flávio Ferreira

Dois dias depois de protestos realizados em 130 cidades do país, o presidente da República, Michel Temer (PMDB), disse que a reforma trabalhista defendida pelo seu governo sofre “incompreensões, objeções e contestações”, mas esse fato é típico da democracia no Brasil. “O brasileiro é naturalmente um povo otimista. Aconteça o que acontecer, haja protestos, não haja protestos, o Brasil continua e continuará a trabalhar”, afirmou Temer em discurso na cerimônia de inauguração da Japan House, espaço para promoção da cultura e dos negócios do Japão, em São Paulo, na manhã deste domingo (30).

O tema da reforma trabalhista foi trazido ao evento em primeiro lugar pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), no início de seu discurso. “Saímos de um modelo estatutário de cima para baixo para um novo modelo de relações contratuais muito melhores neste momento do mundo e das relações e das questões do novo emprego”, disse o governador.

Em seguida, durante sua fala, Temer agradeceu a Alckmin pelo elogio quanto ao tema e disse que a reforma trabalhista “gera, em um primeiro momento, naturalmente, incompreensões, objeções, contestações, mas que são típicas da democracia plena que nós vivemos no nosso país”. Movimentos sociais e sindicais promoveram uma greve geral nesta sexta-feira (28) contra as reformas trabalhista e da Previdência, as quais o governo Temer batalha para aprovar no Congresso.

Presidente do partido teria cobrado R$ 7 milhões para apoiar chapa PT-PMDB Dois ex-dirigentes do Partido Republicano da Ordem Social (PROS) admitiram, em entrevistas ao “Jornal Nacional”, da TV Globo, e à revista “Veja”, que o partido vendeu seu tempo de televisão nas eleições de 2014 à campanha de Dimla Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB). Estas declarações corroboram o depoimento do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht, Alexandrino Alencar. Em delação premiada, ele afirmou que cinco partidos receberam R$ 7 milhões, cada, para se coligar à chapa encabeçada por Dilma. Além do PROS, seriam o PCdoB, o PRB, o PDT e o PP. Agora, pela primeira vez ex-dirigentes de um desses partidos confirmam as informações. O ex-tesoureiro e fundador do PROS, Niomar Calazans, e o ex-presidente de honra da legenda, Henrique José Pinto admitiram as negociações, que teriam envolvido também pelo menos cinco candidatos a governador naquele ano: Paulo Sakf (PMDB-SP), Anthony Garotinho (PR-RJ), Marconi Perillo (PSDB-GO) e Delcídio Amaral (PT-MS), além de José Melo (PROS-AM). A atual direção do PROS nega as informações. O presidente Michel Temer, a ex-presidente Dilma Rousseff e o PT não comentaram as denúncias. Os demais partidos envolvidos negam que tenha havido estas negociações. Os candidatos a governador citados também negam as acusações.

Por Folha de S.Paulo – Igor Gielow

 

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) cresceu e aparece no segundo lugar da corrida para a Presidência em 2018, empatado tecnicamente com a ex-senadora Marina Silva (Rede). É o que aponta a primeira pesquisa Datafolha após a divulgação de detalhes da delação da Odebrecht, que atingiu em cheio presidenciáveis tucanos – que veem o prefeito paulistano, João Doria (PSDB), surgir com índices mais competitivos. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), por sua vez, mantém-se na liderança apesar das menções no noticiário recente da Lava Jato. O Datafolha fez 2.781 entrevistas, em 172 municípios, na quarta (26) e na quinta (27), antes da greve geral de sexta (28). A margem de erro é de dois pontos percentuais.

O deputado Bolsonaro, que tem posições conservadoras e de extrema direita, subiu de 9% para 15% e de 8% para 14% nos dois cenários em que é possível acompanhar a evolução. Nesses e em outros dois com candidatos diversos, Bolsonaro empata com Marina. Ele é o segundo nome mais lembrado de forma espontânea, com 7%. É menos que os 16% de Lula, mas acima dos 1% dos outros.

Com uma intenção de voto concentrada em jovens instruídos e de maior renda, Bolsonaro se favorece da imagem de “outsider” com baixa rejeição (23%) e do fato de que o Datafolha já registrava em 2014 uma tendência conservadora no eleitorado. Ele parece ocupar o vácuo deixado por lideranças tradicionais de centro-direita do PSDB, golpeadas na Lava Jato, confirmando a avaliação de que há espaço para candidaturas que se vendam como antipolíticas em 2018.

 Aécio: tão rejeitado quanto Lula

O senador Aécio Neves (MG), que terminou em segundo em 2014 e hoje é investigado sob suspeita de corrupção e caixa dois, é o exemplo mais eloquente da crise tucana. É tão rejeitado quanto Lula: não votariam nele 44%, contra 30% no levantamento de dezembro passado. Sua intenção de voto oscilou de 11% para 8%, quando era de 26% no fim de 2015.

Já o governador Geraldo Alckmin (SP) viu sua rejeição pular de 17% para 28%, e sua intenção de voto oscilou para baixo, de 8% para 6%. Até a delação da Odebrecht, em que é suspeito de receber R$ 10,7 milhões em caixa dois, ele passava relativamente ao largo da Lava Jato.\Marina, com “recall” de candidata em 2010 e 2014, registra tendência de queda nos cenários de primeiro turno. Para o segundo turno, ela segue na liderança, mas empata tecnicamente com Lula.

O ex-presidente mostra resiliência enquanto surgem relatos de sua relação com a construtora OAS e tendo a possibilidade de ficar inelegível se for condenado em duas instâncias na Lava Jato.\Nos dois cenários aferíveis, suas intenções subiram para 30%, saindo de 25% e 26%.

Lula atinge assim o terço do eleitorado que era considerado, antes da debacle do governo Dilma Rousseff, o piso de saída do PT. Parte do desempenho pode estar associado à vocalização da oposição ao governo Michel Temer (PMDB), impopular.

 Moro começa a aparecer

Já na pesquisa de segundo turno, Lula derrota todos exceto Marina e um nome que não havia sido testado até agora: o do juiz Sergio Moro, que comanda processos contra o ex-presidente na primeira instância da Lava Jato.Sem partido, Moro supera Lula numericamente, com empate técnico: 42% a 40%. No cenário de primeiro turno em que é incluído, o juiz chega tecnicamente em segundo. Neste cenário, o apresentador Luciano Huck (sem partido, mas sondado pelo Novo), estreia com 3%.

Outro neófito na pesquisa é Doria, que tem tido o nome cada vez mais citado como pré-candidato ao Planalto. Ele ultrapassa seu padrinho Alckmin, ainda que dentro da margem de erro. E tem duas vantagens importantes: ainda não é um nome nacionalmente conhecido e tem baixa rejeição, de 16%.

Na hipótese de ser o candidato tucano com Lula, Doria pontua 9% no quarto lugar. Sem Lula, sobe para 11% mas fica na mesma posição, ultrapassado por Ciro Gomes (PDT) –que tenta se posicionar como nome da esquerda caso o petista não concorra. No segundo turno, Doria perderia para Lula, Marina e Ciro.

30
abr

Charge: Pobre Brasil !

Postado às 13:19 Hs

30
abr

O Brasil perde Belchior

Postado às 13:08 Hs

O cantor e compositor cearense Belchior, de 70 anos, morreu na noite de sábado (29) em Santa Cruz do Sul (RS). A família não divulgou a causa da morte. O corpo deve ser trazido para o Ceará, onde ocorrerá o sepultamento na cidade de Sobral, onde o artista nasceu, segundo a Secretaria de Cultura do Estado. O Governo do Estado do Ceará confirmou a morte e decretou luto oficial de três dias. “Recebi com profundo pesar a notícia da morte do cantor e compositor cearense Belchior” disse em nota o governador Camilo Santana. “O povo cearense enaltece sua história, agradece imensamente por tudo que fez e pelo legado que deixa para a arte do nosso Ceará e do Brasil”. O traslado do corpo será feito pelo Governo do Ceará, que aguarda liberação das autoridades gaúchas. O horário ainda não foi confirmado, mas a expectativa é que o corpo seja levado ainda neste domingo (30). A assessoria do governo disse também que o chefe da Casa Militar do Ceará, coronel da Polícia Militar Túlio Studart, entrou em contato com o chefe da Casa Militar do RS, e que eles aguardam o resultado do laudo oficial.
30
abr

Jardim junino

Postado às 11:58 Hs

A cidade de Jardim do Seridó vai realizar do dia 30 de junho a 09 de julho deste ano a maior e melhor festa de São João da região do Seridó.

O prefeito Amazan Silva, lançou oficialmente nesta sexta-feira (28), a programação do I Jardim Junino, com 10 dias de festa. Entre as novidades está o festival de quadrilhas, com premiação até o terceiro lugar, arraiá das crianças e da terceira idade.

Estão confirmadas no evento, mais de 20 atrações musicais além dos shows de artistas locais. Também se apresentarão grupos folclóricos e quadrilhas juninas.Entre as bandas que subirão no palco estão, Luan Estilizado, Amazan, os 3 do Nordeste, Giullian Monte, Forró do Amasso, Natan Vinicius, No Reino dos Ex-Cavaleiros, Rodolfo Lopes, Evan e Forró do Namoro.

Os shows de Amazan e Luan Estilizado é um presente dos dois artistas para Jardim do Seridó. E os cachês das demais atrações serão através de parcerias, sem custo algum para o município.

Programação:

 

Abertura: Sexta – 30.07

Escolha da Rainha e do Rei

Forró Bem Balançado / Amazan

 Sábado – 01.07

Joãozinho do Acordeon / Os Três do Nordeste / Sidney Ramon e Arroxa o Nó

 Domingo – 02.07

Arraiá das Crianças / Solange e Forró das Antigas /Cipó de Boi

 Segunda – 03.07

Arraiá da Terceira Idade / Gilvan do Acordeon

 Terça – 04.07

Elian Sanfoneiro / Rodolfo Lopes

 Quarta – 05.07

Apresentação das Quadrilhas

Forró Só Xotear / Forró do Penerado

 Quinta – 06.07

Festival das Quadrilhas

Natan Vinícios / Luan Estilizado

 Sexta – 07.07

Festival de Quadrilhas

Saulo Farra / Forró do Amasso

 Sábado – 08.07

Jeová do Acordeon / Evan e Forró do Namoro /  No Reino dos Ex Cavaleiros

 Domingo – 09.07

Giullian Monte / Neto da Paraíba

30
abr

Em discurso

Postado às 11:44 Hs

No feriado do Dia do Trabalho, Temer vai ressaltar saque do FGTS e defender reforma trabalhista.

O presidente Michel Temer vai divulgar, no dia 1º de maio, um vídeo nas redes sociais exaltando medidas tomadas pelo governo nos últimos meses em prol do trabalhador, como a possibilidade de saque das contas inativas do FGTS e o lançamento do cartão-reforma, que auxilia famílias de baixa renda a reformarem suas casas. Em comemoração ao Dia do Trabalho, o presidente ainda vai reforçar que a reforma trabalhista, que foi aprovada nesta semana na Câmara dos Deputados e tramitará agora no Senado Federal, vai modernizar as leis atuais e possibilitar a geração de mais empregos.

A reforma trabalhista é um dos projetos impopulares encabeçados pelo governo, ao lado das mudanças na Previdência Social, e foi um dos motivos para a greve geral e os protestos da última sexta-feira. O texto aprovado revoga ao menos 20 itens da CLT e modifica dezenas de outros artigos. O principal tópico da reforma trabalhista é permitir que sindicatos e empresas possam firmar acordos que passarão a ter poder de lei.

Por Germano Oliveira e Eduardo Militão / IstoÉ

O ex-ministro Antonio Palocci é um pote até aqui de mágoa. Na última semana, movido por esse sentimento que o consome desde setembro de 2016, quando foi preso em Curitiba, o homem forte dos governos Lula e Dilma deu o passo definitivo rumo à delação premiada: contratou o advogado Adriano Bretas, conhecido no mercado por ter atuado na defesa de outros alvos da Lava Jato que decidiram, como Palocci, romper o silêncio. Lhano no trato, embora dono de temperamento mercurial quando seus interesses são contrariados, o ex-ministro resolveu abrir o baú de confidências e detalhar aos procuradores todo arsenal de informações acumulado por ele durante as últimas duas décadas, em que guardou os segredos mais recônditos do poder e nutriu uma simbiótica relação com banqueiros e empresários. “Fiz favor para muita gente. Não vou para a forca sozinho”, desabafou Palocci a interlocutores.

IstoÉ conversou nos últimos dias com pelo menos três fontes que participaram das tratativas iniciais para a colaboração premiada e ouviram de Palocci o que ele está disposto a desnudar, caso o acordo seja sacramentado. Das conversas, foi possível extrair o roteiro de uma futura delação, qual seja:

O ITALIANO – Palocci confirmará que, sim, é mesmo o “Italiano” das planilhas da Odebrecht e detalhará o destino de mais de R$ 300 milhões recebidos da empreiteira em forma de propina, dos quais R$ 128 milhões são atribuídos a ele.

Contará como, quando e em quais circunstâncias movimentou os R$ 40 milhões de uma conta-propina destinada a atender as demandas de Lula. Atestará que, do total, R$ 13 milhões foram sacados em dinheiro vivo para o ex-presidente petista. Quem sacou o dinheiro e entregou para Lula foi um ex-assessor seu, o sociólogo Branislav Kontic. Palocci se compromete a detalhar como eram definidos os encontros de Kontic com Lula. Havia, por exemplo, uma senha, que apenas os três sabiam.

Dirá que parte da propina que irrigou essa conta foi resultado de um acerto celebrado entre ele e Lula durante a criação da Sete Brasil, no ano de 2010. O ex-presidente teria ficado com 50% da propina. Um total de R$ 51 milhões.

MANTEGA E DILMA – Palocci está empenhado em revelar como foi o processo de obtenção dos R$ 50 milhões para a campanha de Dilma, num negócio fechado entre o PT e a Odebrecht, com a ajuda de Lula e do ex-ministro Guido Mantega. E mostrará como Dilma participou das negociatas e teve ciência do financiamento ilegal.

Afirmará que sua consultoria Projeto foi usada também para recebimento de propinas. Indicará favorecidos. Comprometeu-se ainda a entregar o número de contas no exterior que foram movimentadas por esse esquema.

Pretende mostrar como empresas e instituições financeiras conseguiram uma série de benefícios dos governos petistas, como isenção ou redução de impostos, facilidades junto ao BNDES, renegociação de dívidas tributárias, etc.

SUPERDELAÇÃO – Palocci sabe que uma chave está em suas mãos. Com ela, pode abrir as fechaduras da cela onde está detido, no frio bairro de Santa Cândida, na carceragem da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Para ajudar a desvendar o megaesquema de corrupção na Petrobras, a memória do ex-ministro da Fazenda de Lula e ex-chefe da Casa Civil de Dilma será colocada à prova. Ele tem informações que podem explicar como, a partir do início do governo do ex-presidente Lula, organizações criminosas foram montadas para sustentar politicamente o PT, o PMDB e o PP e mantê-los no poder. Tudo à base de propina, dizem os investigadores da Operação Lava Jato, que serviram também para enriquecimento pessoal.

Há interesse dos procuradores em saber em minúcias, se possível com documentos, dados sobre a gênese do que se convencionou chamar de Petrolão. Um investigador de Curitiba disse que Palocci terá de reunir dados novos e com “fundamentação” se quiser convencer a PF e a Procuradoria a endossar o acordo.

MUITAS PROVAS – O ex-ministro precisa apresentar provas ou, ao menos, indícios “consistentes” e tratar deles num depoimento “de peito aberto”. A julgar pelo cardápio apresentado até agora pelo ex-ministro, isso não será óbice. Segundo interlocutores que conversaram com Palocci nas últimas semanas, o ex-ministro não enxerga problema algum em assumir a clássica postura de delator. Sente-se amargurado. Abandonado por companheiros de outrora. Por isso está “bastante tranquilo” para assumir as consequências dos eventuais efeitos colaterais da colaboração premiada.

No início das negociações para a delação, o ex-ministro se propôs a fornecer informações detalhadas sobre os R$ 128 milhões da Odebrecht que teriam passado por ele. Embora tenha chamado a atenção, procuradores acharam pouco. Sustentaram que o que já foi reunido a esse respeito seria o suficiente para a elucidação dos fatos. E que as revelações não seriam tão bombásticas assim.

Diante do impasse, foi deflagrada uma nova rodada de negociação, que culminou com a renúncia de José Roberto Batochio de sua equipe jurídica. Depois de procurar ao menos três escritórios de advocacia pouco antes da Páscoa, Palocci acertou com uma dupla de criminalistas já ambientada ao mundo daqueles que resolvem colaborar com a Justiça em troca de reduções das penas. Além de Bretas, foi contratado também o advogado Tracy Reinaldet dos Santos.

Por José Casado / O Globo

Atravessou a portaria da empresa em São Paulo, no 11 de junho de 2014, quarta-feira animada pela abertura da Copa, dali a 48 horas, no Estádio de Itaquera — monumento de R$ 1,2 bilhão que o empreiteiro Emílio Odebrecht define como “presente” ao ex-presidente Lula. Edson Antônio Edinho da Silva — como assina — foi recebido pelo herdeiro da companhia, Marcelo, e um dos diretores, Alexandrino Alencar. O tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff coletava dinheiro para a continuidade do PT no poder. Odebrecht pagava para ter acesso a negócios e ao crédito público.

Marcelo já recebera nomes e valores de Guido Mantega, ministro da Fazenda. Anotara-os num rascunho (“Notas p/GM”), abaixo da lista de pendências de R$ 11,7 bilhões do governo que levou para cobrar do ministro, dias antes. “Necessidade de fôlego financeiro (inclusive Arena SP e Olimpíadas)”, escrevera no alto. Era uma lista de queixas que terminava com duas frases manuscritas, entremeadas por um palavrão: “Só nos fudeu. Nada dá positivo.”

MANTEGA INSISTE – Depois da reunião, o ministro insistiu, por telefone: “Estava indo para casa, passando pela Avenida Morumbi, e recebi uma ligação do Guido falando ‘Marcelo, você já fez aqueles…?’. Eu falei: ‘não dá ainda, você acabou de me pedir’” — contou aos procuradores.

O tesoureiro de Dilma ali confirmava a compra de partidos. Na véspera, o PMDB decidira compor a chapa, em troca da vice para Michel Temer. Representava um aumento significativo (36,3%) no tempo de propaganda Dilma na televisão. O PT queria mais. Mantega pediu R$ 57 milhões para os “partidos da base”. Marcelo negociou para R$ 25 milhões. O tesoureiro “pediu diretamente a Marcelo que pagássemos para que os líderes dos partidos PROS, PRB, PCdoB, PDT e PP formassem a chapa ‘Com a Força do Povo’, de Dilma/Temer” — relatou Alexandrino Alencar.

DECISÃO CONJUNTA – Era uma decisão do comitê eleitoral do PT, acrescentou: “Todos do comitê, formado por João Santana, Rui Falcão, Gilles Azevedo, pelo então ministro Aloizio Mercadante e Dilma, além de Edinho Silva, sabiam que a coligação “Com a Força do Povo” ocorria em razão da propina paga pela companhia”.

Edinho da Silva listou os pagamentos, deixando o PP de fora: no PCdoB, R$ 7 milhões a Fábio Torkaski, ex-assessor de Mantega; no PRB, R$ 7 milhões ao pastor Marcos Pereira, hoje ministro da Indústria; no Pros, R$ 7 milhões a Eurípedes Júnior e Salvador Zimbaldi; e, no PDT, R$ 4 milhões a Carlos Lupi, ex-ministro do Trabalho de Lula e Dilma. Os R$ 25 milhões compravam um adicional de 30% no tempo de televisão. Dilma ficava com um total de 11 minutos e 24 segundos, mais que o dobro do adversário do PSDB.

APROPRIAÇÃO INDÉBITA – Os dirigentes do PCdoB, PDT, Pros e PRB venderam por R$ 125 mil, na média, cada segundo do tempo de TV dos seus partidos. Lucraram com apropriação indébita de um bem público, o horário eleitoral, gratuito para os partidos, mas custeado pelo povo, via compensações tributárias às emissoras.

Para a procuradoria, dirigentes partidários são agentes públicos. Por isso, investiga os envolvidos por crime de peculato. O dicionário explica: “Desvio de verba, no furto, na apropriação de bens e de dinheiro; normalmente, realizado por um funcionário público, valendo-se da confiança pública e, sobretudo, utilizando aquilo que furta em benefício próprio”.

Por Antonio Fallavena

A lavagem dos crimes virá de dentro do grupo, pelos próprios comparsas. O primeiro – para mim, o grande “herói nacional” – foi Roberto Jeferson. Sem ele, não teríamos andado até aqui e o país estaria mais endividado ainda. O segundo será Palocci. Duas pontas que se juntam e fecham o cerco sobre todos os envolvidos nos últimos governos.

A esposa de Palocci, indiretamente, também fará parte do contexto. Contrariamente à ex-primeira dama Marisa Letícia, que assistiu tudo e deixou filhos e marido se afundarem, Margareth Palocci da Silva quer salvar o seu marido, sua família. E Lula, o que fará? Dirá que Palocci mente! Aliás, todos mentem. Homem de palavra é só ele.

VERDADES DE LULA – Não há dúvida de que Lula é um vigarista esperto. Para combatê-lo, é preciso muita inteligência e força. Ele fala verdades e a maioria não entende. Por exemplo, quando diz, sobre a mesada da Odebrecht a seu irmão Frei Chico: “Ele ganhava R$ 3 mil por mês. Alguém tratar isso como mesada é no mínimo cretinice”.  ou

Ou quando profetiza: “Tenho certeza absoluta que o Palocci não vai fazer delação. Se fizer delação e contar tudo que ele sabe, pode prejudicar muita gente, menos eu” — disse Lula. Ao se posicionar assim, Lula simplesmente está confessando os crimes. Afinal, o que Palocci pode dizer que prejudicará a outros, mas não prejudica a ele, Lula? Esta é a prova que ele sabe de tudo sobre a corrupção no PT e no governo. É preciso leitura aberta para entender o que o ex-presidente diz.

MOFAR NA CADEIA – Como diz o professor Marco Antonio Villa, “um bêbado, ladrão, corrupto e corruptor, pilantra e muitas outras coisinhas mais”, Lula vai mofar na cadeia em Curitiba ou no inferno. Pois que Lula arranque os últimos fios de cabelos e beba os últimos goles de pinga. A partir da delação de Palocci, ao invés de acordar de madrugada e ficar esperando a chegada do japonês às 6 horas, o réu de São Bernardo não dormirá mais. Todo criminoso é covarde e todo covarde tem medo!

29
abr

Fique esperto

Postado às 19:24 Hs

Com bandeira vermelha, Aneel recomenda bom uso da energia aos consumidores

A bandeira tarifária da energia elétrica em maio será vermelha (patamar 1), com custo de R$ 3,00 a cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos, informa a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).Este é o patamar menor da bandeira vermelha. Como o sinal para o consumo é vermelho, os consumidores devem fazer uso eficiente de energia elétrica e combater os desperdícios.

Segundo a agência, a bandeira tarifária não é um custo extra na conta de luz: é uma forma diferente de apresentar um valor que já está na conta de energia, mas que geralmente passa despercebido. As bandeiras sinalizam, mês a mês, o custo de geração da energia elétrica que será cobrada dos consumidores.

Não existe, portanto, um novo custo, mas um sinal de preço que sinaliza para o consumidor o custo real da geração no momento em que ele está consumindo a energia, dando a oportunidade de adaptar seu consumo, se assim desejar.

29
abr

Saiba mais…

Postado às 18:23 Hs

Contribuintes que não enviaram declaração terão que pagar multa

 

Os trabalhadores que não declararam o Imposto de Renda 2017 até as 23h59 da última sexta-feira (28) estão sujeitos ao pagamento de multa. A orientação da Receita Federal é que o contribuinte realize a prestação de contas o quanto antes para não gerar pendências no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

A taxa pelo atraso é de 1% ao mês ou fração sobre o valor do imposto a ser pago. No entanto, essa multa não pode ultrapassar 20% do imposto devido. Se o correspondente a 1% do imposto a ser pago for menor que R$ 165,74, o contribuinte deverá efetuar o pagamento desse valor mínimo. Essa regra também se aplica a quem não possui imposto devido.

Depois de enviar a declaração atrasada, o trabalhador será informado sobre o prazo para quitar a taxa por meio da “Notificação de lançamento da multa”. O pagamento deve ser feito em até 30 dias após a entrega, pelo Documento de Arrecadações de Receitas Federais (Darf). Para emitir o documento, é necessário clicar no item “Darf de multa por Entrega em Atraso”, na aba “Imprimir” do programa gerador da declaração.

Quem não quitar o pagamento dentro do prazo estabelecido sofrerá acréscimos de juros sobre o valor, com base na taxa Selic e poderá emitir o Darf atualizado com os encargos adicionais. Para quem está desobrigado de fazer a declaração, não está prevista multa em caso de atraso.

A Receita Federal recebeu 28.524.560 declarações do Imposto de Renda Pessoa Física até o fim do prazo para a entrega da documentação. O resultado superou a expectativa, que era de 28.3 milhões.

29
abr

Acontece

Postado às 17:54 Hs

Domingo tem show gratuito da SESI BIG BAND e Ed Motta no Natal Shopping

Apresentação comemora o Dia Internacional do Jazz celebrado em mais de 185 países.Para comemorar o Dia Internacional do Jazz, a SESI BIG BAND convida Ed Motta para show gratuito no estacionamento externo do Natal Shopping, neste domingo (30), às 20h. Haverá também a participação especial da Camerata de Vozes do Rio Grande do Norte. A comemoração acontece em mais de 185 países e, Natal, será a única capital do Nordeste a participar deste evento mundial.

As senhas são limitadas e estão sendo distribuídas no Concierge do Natal Shopping. Cada CPF cadastrado terá direito a um par de senhas para a pista. A área das cadeiras estará reservada, exclusivamente, para idosos, portadores de necessidades especiais, gestantes e pessoas com crianças de colo.

A realização do International Jazz Day em Natal fica por conta do Fest Bossa & Jazz e SESI em parceria com a UNESCO, patrocínio do Natal Shopping, promoção MIX FM e apoio do Golden Tulip Hotel, G7 Comunicação, GB HD, Locarx, Luck Receptivo, Michele Tour e Zero Sete Marketing.

29
abr

Cresceu

Postado às 15:16 Hs

IBGE: total de desempregados cresce e atinge 14,2 milhões

A taxa de desocupação no país continua em alta e o país tem agora 14,2 milhões de desempregados no trimestre encerrado em março, número 14,9% superior ao trimestre imediatamente anterior (outubro, novembro e dezembro de 2016) – o equivalente a 1,8 milhão de pessoas a mais desocupadas.

Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgada hoje, no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com os resultados do primeiro trimestre.

29
abr

Repercute

Postado às 14:19 Hs

Greve provoca prejuízo de R$ 5 bilhões no comércio.

A greve geral de ontem pode ter provocado um impacto negativo de R$ 5 bilhões no faturamento do comércio em todo o país. Apenas no estado de São Paulo, o baque deve ter chegado a R$ 1,6 bilhão, apontam estimativas da Federação do Comércio local (FecomercioSP), que não reconheceu a paralisação e considerou o 28 de abril um dia útil de trabalho. “No momento econômico difícil que o país atravessa, após três anos de recessão, resultando em mais de 14 milhões de desempregados, não são mais admissíveis paralisações que tragam custos às empresas ou dificuldades de deslocamento de trabalhadores”, informou a Fecomercio.

Outro ramo que também sentiu, embora em menor escala, os efeitos da greve foi o da educação. Dos mais de 40 mil estabelecimentos de ensino particular no país, 20% paralisaram as atividades, afirmou o presidente da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), Amabile Pacios. “Esse percentual corresponde às escolas filantrópicas que pararam atendendo orientação da CNBB, contra o fim das isenções”, disse Amabile. No Distrito Federal, apenas cinco escolas particulares aderiram. O diretor financeiro do Sindicato das Escolas Particulares do Distrito Federal (Sinepe-DF), Clayton Braga, considerou baixa a adesão. “Não chega a 2% do total de 600 mil alunos dessas instituições”, disse.

Agência de Notícias

jun 4
quinta-feira
13 34
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
23 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5824885 VISITAS

Facebook

Twitter

Instagram