Ficando no desalentador campo político, e já que faltam seis semanas para escolher o novo presidente etc. e tantos, o fato a se comentar agora é a substituição de Eduardo Campos por Marina Silva. Uma reviravolta também de expectativas.No Brasil, o vice costuma ser uma caixa de surpresas. Marina confirma a tradição. A figura dela emerge da cratera de Santos, num quintal da rua Alexandre Herculano, 197, ainda, paradoxalmente, com a caixa-preta vazia de conversas. Pois é, tanto azar faz desconfiar. Mas foi ele mesmo que tirou do muro os eleitores indecisos, os brancos e nulos, pousando no recinto de Marina Silva.Pulo fantástico de 8% para 21% da candidatura do PSB com Marina na cabeça, e não a reboque. Incrível pensar que Marina ficou fora da cabine de última hora, e assim a história do Brasil mudou totalmente.
12
Maio

* * * Quentinhas… * * *

Postado às 8:54 Hs

* * * Setores de inteligência do governo passaram a monitorar grupos que planejam uma ação orquestrada de ataques hackers durante a Copa. A informação é de Vera Magalhães, na sua coluna da Folha de S.Paulo desta segunda feira. Segundo a colunista, já foram identificadas ameaças de derrubada de sites oficiais, sobrecarga das redes de telecomunicações e até tentativas de suspensão de abastecimento de energia elétrica. ”Agentes acreditam que o governo não está preparado para suportar alguns desses ataques. Na semana passada, o site do Ministério da Justiça foi derrubado.Grupos de inteligência que monitoram a atividade dos hackers também descobriram que, recentemente, um ministro do governo teve seu telefone celular interceptado ilegalmente.”  * * *

* * * Pouco mais de duas semanas depois do ex-presidente Lula exaltar as conquistas do Brasil Maravilha numa entrevista à emissora portuguesa RTP, o cantor Ney Matogrosso escancarou, durante um programa no mesmo canal, algumas verdades do Brasil real. Ao ouvir do apresentador Vítor Gonçalves a pergunta “Como está o Brasil?”, um dos maiores artistas do país responde. “Existe um enorme desconforto”, começa. “O governo brasileiro está gastando bilhões de reais para fazer estádios, enquanto nos hospitais públicos as pessoas estão sendo jogadas no chão, em cima de um paninho”. A partir daí, Ney fala sobre educação, transporte público, Bolsa Família e corrupção antes de fazer a pergunta que todos os brasileiros decentes se fazem há meses: “Se existia tanto dinheiro disponível para gastar na Copa, por que não resolver os problemas do nosso país?”. * * *

* * * As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 serão abertas nesta segunda-feira (12) e podem ser feitas até as 23h59 do dia 23 de maio no site enem.inep.gov.br. O exame será realizado nos dias 8 e 9 de novembro. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), autarquia do Ministério da Educação, a expectativa é de que até 8,2 milhões de estudantes se inscrevam neste ano. Em 2013, mais de 7,1 milhões de candidatos se inscreveram e mais de 5 milhões fizeram as provas. A taxa de inscrição é de R$ 35, e o pagamento do boleto deve ser feito até o dia 28 de maio. Ficarão isentos da taxa todos os estudantes de escola pública e alunos que comprovarem ter renda familiar mensal inferior a R$ 1.086. * * *

O ex-presidente Lula estará de volta na propaganda de TV que irá ao ar no dia 15 de maio. Os últimos filmes, que o partido veiculou em março desse ano, focaram 100% na presidente Dilma Rousseff. A notícia é da coluna Painel, da Folha de S. Paulo. A volta de Lula no programa petista acontece em um momento em que a candidata do PT à presidência sofre queda nas pesquisas. Em contrapartida, pode trazer o risco de fortalecer o movimento que torce pela volta do antecessor como candidato.

No novo filme, Dilma e Lula farão um jogral, um completando as frases do outro. A propaganda terá ênfase em programas realizados por Dilma, em especial o tripé que leva a marca de seu governo: Minha Casa, Minha Vida, Pronatec e Mais Médicos.

O partido descarta, ao menos por enquanto, usar o espaço na TV para falar de temas polêmicos, como Petrobras e inflação. Antes da propaganda, que ainda não foi gravada pela dupla, a presidente fará um pronunciamento em rede nacional no 1º de Maio. (Do portal BR 247)

22
fev

[ Ponto de Vista ] Gosto de quero mais…

Postado às 9:36 Hs

A classe média está no radar de todas as campanhas presidenciais. Mais do que sempre esteve, porque agora inclui público muito maior que tem mostrado nas pesquisas qualitativas seus anseios com gosto de quero mais.

Depois da estabilidade da economia que marcou a eleição de Fernando Henrique Cardoso; dos ganhos sociais que levaram Luiz Inácio Lula da Silva aos píncaros da popularidade e da continuidade que elegeu Dilma Rousseff, o eleitor desta vez quer ouvir falar em melhoria de vida. Não de mera sobrevivência.

Exige condições decentes, não se conforma com o básico, almeja bem-estar, reciprocidade por parte do Estado a quem paga parcela substancial de seus salários em impostos, e está bem mais escolado na defesa contra promessas vãs.

É nesse cenário que os aliados dos três candidatos, a presidente e seus dois adversários, Aécio Neves e Eduardo Campos, analisam com franqueza protegida pelo anonimato que a disputa não está fácil para ninguém.

O favoritismo de Dilma apontado nas pesquisas só é analisado com o otimismo de vitória no primeiro turno na conta matemática de manchete de jornal.

Com 43,5% de avaliação positiva, oscilação negativa de avaliação de governo e críticas generalizadas em setores que até pouco tempo elogiavam ou prestavam silêncio reverencial, no dizer dos correligionários não configuram um ambiente confortável.

Os oposicionistas tampouco soltam foguetes. Reconhecem que não capitalizaram esse descontentamento. Esperam fazê-lo mais à frente quando o jogo efetivamente começar.

Mas, o patamar de 17% para Aécio e 9% para Eduardo Campos não autorizam os festejos dessa mesma época em 2010 quando José Serra navegava em índices de 40%.

A presidente Dilma Rousseff pretende fazer uma reforma na equipe em janeiro de 2014, para ajustar o governo com o quadro político-eleitoral, mas pode antecipar mudanças no ministério. O assunto foi discutido por Dilma, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente do PT, Rui Falcão, em reunião que durou seis horas na Granja do Torto. Uma possível entrada do governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), no páreo presidencial não surpreende, mas preocupa o governo. Diante do cenário, o Palácio do Planalto tenta segurar a ala do PSB que se opõe a Campos. O Ministério da Integração, hoje ocupado por Fernando Bezerra (PSB) – ligado ao governador – deve ser entregue ao PMDB, desde que o partido concorde em reforçar o palanque de Dilma no Nordeste e em apoiar candidatos do PT na região.
30
jul

Charge: Até 2014 muito burburinho…

Postado às 15:20 Hs

O Rio Grande do Norte foi incluído no programa de Mobilidade Grandes Cidades lançado nesta terça-feira, 24, pela presidenta Dilma Rousseff. São obras que irão melhorar a qualidade do transporte urbano, combatendo o engarrafamento comum aos maiores centros.

Para o Ministério das Cidades, são considerados grandes centros cidades com população acima de 700 mil habitantes. No caso do RN, apenas Natal entra nesse perfil. E, na capital potiguar, o Governo do Estado priorizou a readequação da Avenida Engenheiro Roberto Freire; o complexo viário ligando a Avenida Prudente de Morais à BR-101 (entrada de Natal), um dos trechos onde o trânsito é mais congestionado, principalmente na hora de pico; acessos para o Aeroporto de São Gonçalo do Amarante e o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) ou Metrô de superfície que terá 14,5 Km, saindo da Estação da Ribeira até a Estação Nova Natal, na zona Norte, perto da BR-101. Serão transportados 60 mil passageiros, por dia. Todas essas obras envolvem recursos da ordem de R$ 459 milhões.

Desse valor, investido em obras de mobilidade urbana, o Governo do Estado vai bancar R$ 440 milhões, com financiamentos e recursos próprios. Já o Governo Federal vai liberar do Orçamento Geral da União (OGU), a fundo perdido, apenas o recurso de R$ 19 milhões para o metrô de superfície.

“Estamos dando passos importantes para o transporte de massa. Os Estados e municípios estão preocupados com a qualidade dos serviços”, declarou a Presidenta da República, ressaltando que é imperativo o Brasil investir em metrô. Dilma Rousseff reconheceu que os Estados estão dando contrapartidas expressivas dentro desse programa, que beneficiará 53 milhões de brasileiros.

Informações: Blog do Givva

Bolsa eleitoral – Em ano eleitoral, vale tudo. No próximo dia 1º, dedicado ao trabalhador brasileiro, a presidente Dilma anunciará o aumento do programa Bolsa-família, que cresce não apenas em número de beneficiados, mas especialmente nos valores pagos. A medida foi antecipada pela presidente aos governadores nordestinos. Isso é Fato.

23
abr

Querendo Lula…

Postado às 8:30 Hs

Cerca de 57% dos brasileiros considera que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve concorrer às próximas eleições presidenciais de 2014, apesar da boa gestão de sua herdeira política e atual presidente, Dilma Rousseff, revelou uma pesquisa da Folha de São Paulo divulgada neste domingo (22).

A sondagem, feita pelo Datafolha, revelou que o atual governo possui uma aprovação de 64%, contra 59% em janeiro. Já 29% das pessoas o qualificam como regular e 5% como ruim. A avaliação pessoal da presidente, de 64 anos, chegou a 68%.

Outra sondagem da empresa privada Ibope lhe conferiu uma aprovação de 77% em março.

Apesar do bom índice de aprovação, a pesquisa divulgada neste domingo pela Folha mostra que 57% dos entrevistados querem que Lula seja o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) nas próximas eleições de 2014, contra 32% que preferem Dilma como candidata.

Outros 6% disseram que nenhum dos dois deveria ser candidato.

“A presidente Dilma apresenta uma curva crescente de popularidade e pode reduzir esta desvantagem com relação a Lula, caso essa trajetória seja mantida”, disse Mauro Paulinho, diretor da Datafolha.

Rousseff substituiu a Lula, seu padrinho político, que deixou o poder (exercido entre 2003 e 2010) com uma popularidade de 80%.

O estudo foi realizado com 2.588 pessoas em todos os estados do país entre 18 e 19 de abril. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

01
nov

A saúde de Lula

Postado às 8:34 Hs

O câncer tem 10% de chances contra Luiz Inácio da Silva, mas 0% contra Lula. Do ponto de vista da opinião pública, a doença tende a reforçar o mito, como o tiro no peito transformou Getúlio Vargas de suspeito em herói – com todas as simplificações que isso implica. Nunca é bom subestimar a empatia do brasileiro por quem está perdendo, mas demonstra garra para virar o jogo.

Lula intui isso ao dar transparência total à doença desde o diagnóstico. O jornal The New York Times comparou-o ao mistério com que Hugo Chávez tratou o próprio câncer no início. Mas o presidente da Venezuela ganhou popularidade desde que o tratamento o fez raspar os cabelos e tornou a doença de conhecimento público. Certamente não foi a nova aparência que fez Chávez somar pontos no eleitorado.

Nesse cenário de mitificação renovada, quais as consequências da doença de Luiz Inácio para Dilma Rousseff e para o jogo político-eleitoral? Para ensaiar uma resposta, só fazendo suposições. Mas convém calçá-las em fatos.

Como o gráfico que ilustra este texto mostra, o crescimento do consumo de massa esteve intimamente ligado à disparada de popularidade de Lula. As curvas que representam a confiança do consumidor (em cinza, medida pelo Inec da CNI) e o saldo de aprovação presidencial (em preto, medido pelo Ibope) correram paralelas, num trajeto cheio de altos e baixos, mas com coeficiente de correlação de 0,83 – num máximo de 1,0. (Estadão)

22
ago

Dilma e Lula em 2014 em lados opostos ?

Postado às 21:10 Hs

Dilma vai marcando sua administração com decisões e jeito de governar diferente de Lula. O melhor exemplo vem nas demissões de ministros e auxiliares envolvidos em corrupção. Lula teve como marca na imprensa a expressão “Eu não sabia”, e assim os escândalos não chegavam nele. Dilma demonstra tomar a dianteira e não demora em decisões.
Outra diferença é no contato com a oposição, principalmente na relação com o ex-presidente FHC. Dilma demonstra respeito e está cada vez mais próxima, inclusive de outros setores do PSDB, como o governador paulista Alckmin. Lula colocava na conta do ex-presidente todo o atraso do Brasil. Lembram? “Nunca antes da história…” Sempre comparando os dois governos.
Dilma aceitou vários nomes de ministros indicados por Lula, mas na hora de botar pra fora não pestanejou.
Agora parece que vem um novo choque. Dilma quer Aldo Rebelo no TCU, mas parece que Lula tem preferência por Ana Arraes, a mãe do governador Eduardo Campos.
O recado já foi dado às lideranças petistas.
Pelo sistema de rodízio, a Câmara dos Deputados indica o próximo conselheiro.
Os argumentos de Lula para o voto dos aliados em Ana Arraes são os fatos dela ser mulher, o que aumentaria a representatividade feminina no TCU, e ser filha de um grande homem e mãe de outro, Miguel Arraes e Eduardo Campos.
O planalto vai de Aldo Rebelo.
Fonte: Ronaldo César
29
abr

PT com novo presidente

Postado às 16:32 Hs

Reunida ontem em Brasília, a ala majoritária do PT escolheu o nome do deputado estadual Rui Falcão (SP) para a presidência do partido no lugar de José Eduardo Dutra (SE). Apoiada pelo ex-ministro José Dirceu, a candidatura será apresentada hoje pela ala às demais correntes.

Com eleição marcada para amanhã, Falcão deve ficar no cargo até 2013. Sua escolha, caso se concretize, devolve o controle da sigla para São Paulo no momento em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva volta ao Estado.

A ideia é agendar as reuniões do partido, hoje feitas em Brasília, em São Paulo.

A transferência do controle para São Paulo expressa a estratégia de lançar ofensiva contra o PSDB num dos últimos redutos da oposição.

A intenção é fortalecer o partido no Estado, valendo-se do desgaste provocado pela dissidência do prefeito Gilberto Kassab para seu novo partido, o PSD.

Segundo petistas, Falcão –que também é primeiro-secretário da Assembleia de São Paulo– deve dividir o comando do PT com um colegiado, integrado por nomes como o do secretário nacional de Organização da sigla, Paulo Frateschi, e Dirceu.

A candidatura de Falcão era defendida por Dirceu e pelo PT-SP desde março, mas ganhou força após reunião de integrantes do partido anteontem em Brasília.

No jantar de anteontem, o PT elegeu dois pontos como principais desafios do futuro presidente: eleições de 2012 e relação com o PMDB.

“O Rui assume e acabou. Votamos amanhã Rui presidente até 2013. Ele já pode avisar até à mulher dele”, disse o deputado Jilmar Tatto (PT-SP), aliado de Falcão.

O deputado integrou a coordenação da campanha de Dilma, mas perdeu força após ser apontado como um dos responsáveis pela montagem de equipe de espionagem na pré-campanha. Informações do Estadão.

20
mar

Bem Avaliada

Postado às 11:41 Hs

A presidente Dilma Rousseff é aprovada por 47% dos brasileiros, segundo pesquisa Datafolha realizada nos dias 15 e 16 deste mês. Com essa taxa de popularidade, iguala-se ao recorde registrado por Luiz Inácio Lula da Silva nesta mesma época no segundo mandato de seu antecessor no Planalto. Lula teve 43% de aprovação no terceiro mês de seu primeiro mandato, em março de 2003. Depois, bateu um recorde de aprovação presidencial em início de governo em março de 2007, com 48%.

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Ou seja, Dilma com seus 47% hoje se iguala tecnicamente aos 48% de Lula em 2007. Desta vez, o instituto entrevistou 3.767 pessoas em 179 municípios. Dilma supera em popularidade todos os antecessores de Lula, segundo o Datafolha, quando se considera esta fase inicial do mandato. O instituto faz pesquisas nacionais desde 1990. Em junho daquele ano (a posse então era em março), Fernando Collor tinha 36% de aprovação. Itamar Franco, que assumiu após o processo de impeachment de Collor, teve 34% depois de três meses.

Fernando Henrique Cardoso, eleito em 1994 e reeleito em 1998, no início de seus governos teve aprovação de 39% e 21%, respectivamente. Na pesquisa divulgada hoje, o Datafolha registra 7% que consideram a gestão de Dilma ruim ou péssima. Outros 34% a classificam como regular. Há também 12% que não souberam opinar.

Há poucos aspectos negativos para Dilma no levantamento. Mas há alguns sinais que a diferenciam de Lula. Quando o Datafolha indagou aos entrevistados sobre quem são os mais favorecidos no governo Dilma, no topo da lista, com 23%, aparecem os políticos – apesar de a presidente ter tido um comportamento mais duro com o Congresso em relação ao antecessor. Os trabalhadores vêm a seguir, com 17%. No mesmo patamar estão indústria (14%) e bancos (13%). Lula, em 2003, exalava uma imagem diferente: para 31%, os mais beneficiados pelo antecessor de Dilma eram os trabalhadores. Em seguida, vinham a agricultura (20%) e os políticos (13%).

Outro aspecto diferente entre Dilma e Lula aparece quando os entrevistados são instados a dizer, de maneira espontânea, quais são os maiores problemas do país. Há oito anos, sob Lula, os brasileiros apontavam o desemprego (31%), a fome e a miséria (22%) como os maiores problemas do país. Hoje, estão no topo da lista a saúde (31%) e a violência (16%).

23
dez

Dilma e Lula visitam o Samurai

Postado às 18:34 Hs

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente eleita Dilma Rousseff chegaram por volta das 10h40 desta quinta-feira (23) ao Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para visitar o vice-presidente José Alencar. Eles saíram às 9h de Brasília e chegaram ao Aeroporto de Congonhas, de onde partiram de helicóptero para o hospital.Alencar foi internato na tarde desta quarta-feira (22) por causa de uma hemorragia intensa e, por causa disto, chegou a perder dois litros de sangue. O sangramento foi controlado com medicamentos no início da madrugada desta quinta-feira (23). O hospital não divulgou novo boletim sobre o quadro do estado de saúde do vice-presidente, mas há a informação de que ele já respira sem a ajuda de aparelhos e não está mais sedado.

A origem do sangramento ainda não foi determinada e o estado de saúde de Alencar é grave.
Segundo os médicos, Alencar passa pelo momento mais complicado do tratamento do câncer. A doença está avançada, mas não fora de controle. Assim que chegou ao hospital, o vice-presidente foi levado à sala de cirurgia. A operação foi iniciada, mas os médicos não conseguiram estancar a hemorragia. Por este motivo, ele foi encaminhado a UTI para receber antibióticos, plasma, plaquetas (que atuam como anticoagulantes) e transfusão de sangue.

O vice-presidente José Alencar disse nesta quinta-feira (23) que espera estar na posse da presidente eleita Dilma Roussef no dia 1º de janeiro de 2011, em Brasília, segundo informou a assessoria da presidência.”Espero estar lá (na posse), e que os médicos me liberem para tomar um golinho”, teria dito Alencar para Lula e Dilma, de acordo com a assessoria, na visita em que o atual e a futura presidente fizeram ao vice na manhã desta quinta no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Lula teria lamentado a ausência do colega no anúncio da nova lei de partilha dos royalties do pré-sal sancionada pelo presidente na quarta-feira (22). E Dilma completou: “Te espero lá (na posse)”.

Fonte: G1

jun 15
terça-feira
20 22
ENQUETE

Você acha que o brasileiro acostumou-se com a Corrupção ao longo do tempo ?

Ver resultado parcial

Carregando ... Carregando ...
PREVISÃO DO TEMPO
INDICADOR ECONÔMICO
35 USUÁRIOS ONLINE
Publicidade
  5.872.263 VISITAS